quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

25/12/2007 - Merry Xmas!



Como disse para o meu amor, hoje trabalhei que nem uma égua véia, feriado aqui, metade do quadro de housekeepers de folga, e quem trabalhou hoje trabalhou dobrado. Tô podre, e não fiz nada além de trabalhar. Hoje nevou o dia inteiro e está exageradamente frio, bem mais que os outros dias. Teve almoço de natal na faixa pros empregados do resort e fiz então minha segunda verdadeira refeição aqui. E viva o Natal!


Vocabulário Keystoneano

Alex - meu apelido para os americanos mais chegados.

Amber - minha companheira de quarto texana, gorducha e querida; mas se irrita e me irrita facilmente, ainda não sabe aproveitar a vida; não gosta de limpeza nem de festas e tem visível tendência à depressão e ao estresse.

Andrew - ver Elder.

Beer Pong - curioso jogo em em que cada dupla fica do lado de uma mesa de ping pong, diante de seis copos de cerveja dispostos em forma de pinos de boliche, dentro dos quais a dupla adversária deve acertar a bolinha, fazendo a outra dupla beber.

Britney - minha companheira do quarto atravessando a cozinha, gosta de festas e se apaixona por vários garotos ao mesmo tempo, encontrando grande dificuldade em se decidir com qual deles quer ficar.

Bruno - 1. Meu amor, homem da minha vida, gosta de festas, e atualmente sente a minha falta tanto quanto eu sinto falta dele. 2. Curitibano da mesma agência que a minha, atualmente está procurando desesperadamente um lugar pra morar.

Caroline - japinha carioca, muito gente fina, que fez parte do meu grupo de treinamento.

Casa dos guris - dois apartamentos do bloco em frente ao meu, onde festas ocorrem com freqüência e boa música pode ser ouvida, tanto mecânica como ao vivo.

Christina - uma americana careca que conheci na casa dos guris, bem divertida e inteligente, com fortes tendências bissexuais.

Dario - curitibano da mesma agência que a minha, atualmente está procurando desesperadamente um lugar pra morar.

Dillon - cidade vizinha onde se encontram os bancos, correios, supermercados, shoppings, teatro, cinema, qualquer coisa, a um preço menos esfaqueador.

Dos Locos - bar e restaurante mexicano onde tem mesa de sinuca e vários tipos de cerveja, o verdadeiro point de Keystone.

Dustin - um dos meus melhores amigos aqui; ente da família dos vermelhos, praticante do snowboard e de alma pura e aberta; gosta de festas e é perdidamente apaixonado por uma garota que não gosta mais dele; atualmente sofre de amor.

Elder - meu companheiro do quarto atravessando a cozinha, australiano, namorado da JJ, gosta de festas.

Frisco - próxima cidade depois de Dillon, onde tem o Wall Mart.

Free bus - todas as rotas gratuitas de ônibus em Keystone, desde que você seja funcionário do resort ou tenha um cartão de turista em temporada.

Guris - Solar, Paul, Jimmy, Dustin, Sen, Matt e Tony. Gostam de festa.

Grocery store - mercadinho ou loja de conveniências.

Housekeeping - meu trabalho, vulgo camareira.

Housing - o famoso pombal americano, onde eu e todas as pessoas que trabalham nas montanhas moram.

I.D. - toda vez que vou à Liquor Store comprar bebidas eles pedem para ver minha identidade. No início senti-me lisonjeada, mas agora sei que eles pedem a identidade até para o velho mais barbado. Lei é lei. É assim que as coisas funcionam por aqui.

I’ve broken my seal, man! - expressão para designar a primeira ida ao banheiro depois de algumas cervejas, significando que a partir de então terá de fazê-lo repetidas vezes.

Jamie - amiga da Amber, que é também muito querida e que não sabe aproveitar a vida, não gosta de festas e atualmente está em busca de um namorado que tope casar virgem.

Jayme - gaúcho bonitão e simpático que mora em Araraquara-SP e que também veio se aventurar em Keystone.

Jimmy - americano gordinho muito divertido, com quem gosto de conversar porque ele me corrige, me ensina, me pergunta como são as coisas em português, e me faz me sentir mais à vontade nesta terra estranha.

JJ - minha companheira de quarto atravessando a cozinha, namorada do Elder, gosta de festa e emite uns sons peculiares para expressar frio, alegria, fome e cansaço.

Kimber - típica americana loira e peituda, que mora numa casa em Dillon onde ocorrem festas com freqüência nas quais se pode praticar o Beer Pong.

Leo - meu supervisor no trabalho. Mexicano que fala inglês com sotaque engraçado o que por vezes dificulta a comunicação entre ele e seus imediatos.

Louis - americano, toca guitarra com os dentes, não gosta nem desgosta de festas.

Maria - catarinense que trabalha na Grocery Store aqui do Sunrise Housing, e que demorou para eu descobrir que era brasileira. Isso explica o porquê de sempre ter música brasileira tocando no mercado. Música ruim, diga-se de passagem.

Matt - 1. Dos guris é o que eu menos tenho afinidade; americano com cara de quem comeu e não gostou e que não tem muita coisa na cabeça. 2. Rapaz bonito que não sente frio, anda de camiseta na neve, é de Denver e atualmente mora em Dillon.

New Mexico - lugar onde JJ nasceu e onde ela e Elder foram passar o Natal.

Oh my Gosh! - expressão muito utilizada pelos americanos quando algo dá quase certo ou tudo dá errado.

Paul - americano, toca violão direitinho e quer fazer algumas aulas comigo. Forte candidato entre os pretendentes da Britney.

PBR - abreviação da cerveja Pabst Blue Ribbon; a PBR está para a América do Norte como a Kaiser está para o Brasil.

Quick Silver I - condomínio residencial que fica na frente do meu housing e que dá nome ao ponto de ônibus que você deve descer para vir aqui em casa.

Raven - corvo, belo pássaro negro que emite um som agourento e que gosta de sobrevoar a neve; aparentemente se alimenta de lixo.

River Run - meu setor de trabalho, onde encontram-se os melhores hotéis, restaurantes e as melhores pistas para esqui e snowboard de Keystone.

Sacar la basura - tirar o lixo em espanhol.

Sen - russo de sexualidade indefinida e senso de humor afiado e prático, gosta de festas e de música eletrônica, odeia franceses e futebol.

Scott - americano bonitão e simpático que conheci na palestra que todos os funcionários do resort devem assistir antes de começar a trabalhar; esqueceu as luvas no ônibus, as quais devolvi dois dias depois após contatos por e-mail. É apresentador de um programa na MTV americana.

Solar - um dos meus melhores amigos aqui; americano e bom cantor, com apurado gosto musical. Gosta de festas.

Sunrise Housing - o lugar onde eu moro.

That’s sick, dude! - “massa, cara“; “muito louco, meu“; “do caralho“, etc.

That pissed me up! - me deixou fulo da vida, de cara, isso me deixou puto.

Tony - americano com a cara mais comprida que já vi em toda minha vida. Gosta de festa.

Under zero - a temperatura aqui diariamente, caia neve ou faça sol.

Wilder - gurizinho que toca guitarra muito bem, mas se perde por querer demosntrar seu excesso de virtuosismo. Gosta de festas e atuamente concorre entre os pretendentes da Britney.

Verônica Fuentes - minha chefe da Guatemala, de meia idade e muito simpática e bonitona, talvez com os olhos muito saltados, mas de puríssimo azul.

Xmas - abreviação de Christmas.

Yankees - no meio deles que eu estou, tentando me acostumar a tudo, ao frio, à cultura, ao jeito anasalado, enjoado e rápido deles conversarem, a eles, enfim. Sem dúvida me sinto um alienígena por aqui. Mas vim em paz.

Zummies - a loja de roupas e acessórios para os praticantes do snowboard, sensação do inverno por essas bandas.

Nenhum comentário: