segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Nessa Quinta!


Tomou?

Alice cuidando muito bem da tia Panda! Quem mama não chora né Alice? Sem dúvidas a mais linda convidada da festa!


Published with Blogger-droid v2.0.1

A Festa!

Nada melhor e mais divertido que reunir os amigos pra comemorar seu aniversário pela terceira vez no ano!!! É que 33 merecem 3 festas. Obrigada sogrão e Fatiminha pelo altíssimo padrão de qualidade que mais uma vez proporcionaram à Panda e sua trupe. E obrigada aos amigos e principalmente aos familiares presentes. Afinal a presença de vcs foi o principal componente da festa! \o/


Published with Blogger-droid v2.0.1

domingo, 18 de dezembro de 2011

Chegamos na Terrinha

Recepção calorosa no Aeroporto Internacional de Curitiba. Chegamos salvos porém pouco sãos e muito estressados. Uma das malas - justamente a de presentes - foi extraviada em Miami. Fora isso e o fato de o Bruno ter ficado sem cuecas e meias - já que elas eram o aparador de objetos na mala - tudo foi perfeito!


Passei a tarde em salões de beleza. Descobri que meu cartão da Caixa foi cancelado. Cheguei em casa e tinha um jantar daqueles padrão Fátima. Linguado com amêndoas e/ ou alcaparras.


O que mais gostei do primeiro dia; de chegar vivinha; das flores que a Vó Vivinha me deu. Do banho de salão no salão da Amanda. De ouvir programa bom de blues na rádio E-Paraná. De andar de PT Cruiser. De abraçar todos,  especialmente Pedro que não víamos há muito tempo!


Do que não gostei; de chegar sem uma mala. De ter tido pesadelos. Dor nas costas pegando feio. Espirrando feito condenada. Gripe de avião. Ar condicionado de avião me mata.


Published with Blogger-droid v2.0.1

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

The Mean Sisters


Antes de saber se vamos pousar ou não, pousam sobre mim todas as angústias do mundo. O ritual do medo da morte: pedir perdão pelos pecados, e lamentar todas as coisas que deveriam ter sido mas que não foram. Se o avião cair, não terá sido profecia. Mas uma cruel fatalidade. 

* * *

Um balé louco com as mãos e um som tonto e roco na garganta. Era isso que eu fazia pra irritá-la. E a assustava só pelo prazer de vê-la apavorada. Armava ciladas pra esfolá-la no asfalto. Fui um verdadeiro monstro. Mas, um monstro criado por ela. Por tantas maldades cometidas pela pobre criança, doente e ingênua, à outra - mais feliz e saudável. A sorte era o que as separava do abismo fatal da morte uma da outra. Mesmo assim, viviam se matando e dizendo num silêncio interminável: pra mim vc morreu. Pra mim vc é nada. Traidora. Gorda. Falsa. Jararaca.

Eu tenho pena. Pois quando a sorte se for para o abismo fatal da morte -- e não sei por quê, toda vez que eu pego um avião eu penso nisso -- que dor terrível vai nos unir pra sempre, depois que a separação não tiver mais volta! Que inferno, que culpa indomável corroerá as nossas entranhas como vermes na carne putrefada tanto da viva quanto da morta? Esses maus fluidos nos afogam de dentro pra fora. Por que haveria a impossibilidade do amor entre duas irmãs? Que sacrifício inútil de vidas! Não bastavam ser incompatíveis. Tinham que ter tanta má vontade. Tara por cultivar feridas. Triste, tétrico e patético. E insultantemente desnecessário. Ter que vir a morte, para descobrir quanto amor desperdiçado.


segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Glúteos Poliglotas (Ou Poemas Que Engolem)

no som
das imagens
da tv

essa língua estranha
poluída mente sonora
que nem precisa decifrar

para sorvê-la
ouvi-la
inventá-la

pra dizê-la
pronunciá-la
imaginá-la

pra abordá-la e, por que não
comê-la
e desejá-la como agora

inspenish, ininglish
right now
a toda hora

nádegas
mucos, muslos, músculos
(ou poemas que engolem glúteos poliglotas)

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Inside Your Heart

 Inside Your Heart by Xanda Lemos



Musiquinha nova inspirada numa noite sem meu amor, e em todos os ídolos da minha adolescência, cujos posters eu pendurava na parede do quarto e beijava muito, e sobre os quais eu não cansava de desenhar corações com meu nome dentro.

Publiquei então a "musiquinha fresca" há algumas postagens atrás, e para a minha sorte, o vídeo caiu nos olhos (e ouvidos) de Rodrigo Stradiotto, amigo músico e produtor curitibano que conheci há mais de dez anos (e que por sinal, faz pelo menos 10 que não nos vemos) quando eu ainda era integrante do Wasted - minha primeira banda.


Fazia tempo que eu estava mandando indiretas musicais pro Rodrigo. Eu o cito, por exemplo, nas entrevistas que dei pro Defenestrando e Sobretudo. E também por vias mais diretas, passei a intimá-lo no twitter. O ultimato foi via twitcam, enquanto eu dava uma de apresentadora de programa culinário. E no dia seguinte - sim, um dia depois - recebi uma mensagem dele pedindo meu email para que ele pudesse enviar uma "surpresinha." Ela veio em questões de segundos, e em questões de segundo aquelas harmônicas doces de guitarra começaram a soar e quando o teclado entrou eu entendi tudinho! 


A verdade é que desde que ouvi o trabalho que ele vem desenvolvendo com o Luís Henrique Pellanda (O Eletroficção) e as produções musicais que ele fez pro Caio Marques, eu fiquei muito afim de trabalhar com o Stradiotto, e portanto aguardem, que de onde saiu essa virão muitas outras!


Então, com vocês, Inside Your Heart! 


Composição e voz: Xanda Lemos. Instrumentos, arranjo e produção: Rodrigo Stradiotto


O primeiro single de um novo projeto.

sábado, 3 de dezembro de 2011

Boas Festas!










Por aqui as festas já estão em andamento e o Santa já trouxe muitos presentes, a começar pelas visitas maravilhosas! Obrigada Mana, Sávio, Bia e Gabi! Vocês são oátimos e enchem nossa casa de som e alegria!

Published with Blogger-droid v2.0.1