sábado, 15 de dezembro de 2007

13/12/2007 - Um dia em Frisco

Eu e Amber no free bus

Amanheceu um dia lindo e ensolarado e fui com a Amber no correio, que fica em Dillon, para eu abrir a minha P.O. Box, uma espécie de caixa postal para receber cartas e os documentos do banco. Depois fomos até Frisco, que fica mais ou menos a uma hora de Keystone, e lá passamos quase o dia inteiro passeando e fazendo compras pro meu aniversário. Os ônibus aqui são de graça, isso é ótimo. Dá pra fazer um tour pelas montanhas sem gastar um puto.

Chegamos em casa e eu estava com uma dor de cabeça animal, além de cólica… descobri que essas dores de cabeça quase insuportáveis são efeito da altitude. Estamos a algumas milhas acima do nível do mar e aquela sensação que descrevi de pequenos terremotos dentro de mim é de fato uma sensação física: falta de ar repentina e náuseas de vez em quando. Não, não estou grávida! Tudo isso é efeito colateral do ar rarefeito e seco das montanhas. Normal, eles disseram, demora uns 15 dias pro nosso corpo se habituar.

Hoje recebi um e-mail da minha manager: amanhã às oito da manhã vou ter uma aula de como trabalhar no Keystone Resort… e terça começa meu treinamento. Então, já vou começar a fazer dinheiro. Que bom porque já tava demorando.

No mais, este é meu sétimo dia em terras estrangeiras e aquele banzo do início parece ter passado. Certamente tinha a ver com minha TPM e com o choque térmico e psicológico de estar de repente sozinha num lugar estranho. Mas agora já estou me habituando… I’m a quite sociable person and I’m doing good! They say I’m awesome!

Porém, apesar de ter superado grande parte do medo, a saudade do Brasil só aumenta a cada dia… saudades da família, dos amigos… E de você, Bruno, meu amor. Não fazia idéia de quanta falta você me faz… te amo muito e não paro um minuto de pensar em você.

Nenhum comentário: