domingo, 8 de maio de 2016

Primeiro Dia das Mães


Mãe! Este é o primeiro dia das mães em que eu consigo compreender a dimensão do amor e do sacrifício seu por nós. Quando o Anthony estava no hospital, a dor que eu sentia só não doía mais porque a minha gratidão de chorar por um filho que eu podia abraçar não deixava... Naquele momento vi a sombra de uma vaga ideia da sua dor ao perder um filho, e por isso, quando chorei no seu colo, soluçava por medo, mas também por você e por ele, numa epifania dolorosa de saber a grandeza enorme do seu coração de mãe que, mesmo pequeno e partido, arranjou espaço para nós  e mais oito netos. Nunca nos faltou cuidado e zelo. Nunca nos faltaram sorrisos seus. Seu amor, mãezinha, é o maior presente que temos. Obrigada!!!