sexta-feira, 30 de março de 2012

Extra! Extra!

Criaturas extintas flagradas em raríssimo momento em solos curitibanos pela câmera de Lyrian Oliveira. Um oferecimento Tenda Live e banda Narciso Nada. Enjoy it!



Composição: Panda Lemon, John Lennon e Paul McCartney
Criaturas e participação especialíssima de Yan Lemos

sexta-feira, 9 de março de 2012

O andar da carroagem que ainda não virou abóbora

Ontem foi dia internacional da mulher e aniversário de um grande amigo meu, ex-colega de trabalho, a quem tive o prazer de encontrar, por acaso, no msn.

Ele então me disse, entre aquelas coisas que a gente sempre diz pros amigos que há tempos não vemos e com quem raramente conversamos, que eu fui uma das pessoas que mais lhe inspiraram, e a quem ele mais admirou e admira.

A razão para tanto é que eu sempre me inconformei com a inteligência e a força de trabalho daquele menino sendo assim, desperdiçadas. Não entendia por que ele tinha largado a escola para ser office-boy.

Perguntava como quem não queria nada: por que você não volta a estudar? Faz um EJA (Escola para Jovens e Adultos). E ele fez, e terminou o primeiro e o segundo graus. E quando se formou, se lembrou de mim.

Outra vez lhe perguntei, por que você não tira carteira? E ele foi lá e tirou.

Fez um filho no caminho, se casou. Parou de estudar. De novo? Então eu perguntei... por que você não faz faculdade? E ele disse: porque trabalho 16 horas por dia. E ele disse isso sem reclamar. Ele escreveu com orgulho. "Minha vida profissional mudou muito. Agora eu sou auxiliar de escritório de dia, e pizzaiolo de noite."

Como sempre, meu amigo continua, antes de tudo, um forte. Como todo cidadão honesto, brasileiro, e de origens humildes. Feliz. De bem com a vida. E sem nenhuma ambição mais audaciosa. E antes de me despedir lhe disse que ele também me ensinou e me inspirou muito.

Mas deixei uma pergunta: por que você não vem pros States por uns meses pra aprender inglês?

Há algum tempo uma outra pessoa me mandou um e-mail dizendo o quanto ela gosta das minhas músicas, do meu blog, do que eu escrevo. Eu achei um exagero, mas aceitei o elogio com o coração cheio de alegria.

E hoje mesmo, em meio à frustração inevitável de um trabalho que não anda, outra pessoa me tuitou isso.

Então eu fico pensando, que minha arte, que é a minha vida, pode não mudar o mundo, mas muda algumas pessoas.

E aí então me veio uma profunda sensação de paz, de missão sendo cumprida. Uma injeção de ânimo para seguir em frente, me superando, e inspirando algumas pessoas aqui e ali.

Agora há pouco a campaínha tocou e chegaram presentinhos do Brasil. Sogrão e sogrinha, como sempre, nos preparando mimos.

E eu logo pensei: eles que sempre me incentivaram, junto com o Bruno, a voltar a estudar, a tirar a carteira, a vir pros States, e me tornar, enfim, essa cabecinha pensante -- e pedante -- que me tornei hoje.

E eu nunca lhes disse com todas as letras o quanto eu lhes sou grata, nem o quanto o amor deles me inspira e me engrandece.

Dizer o quanto eles mudaram a minha vida é redundância, porque esse blog é um registro de todas as minhas conquistas.

Por isso dedico essa postagem para dizer isso a vocês, pessoas que mudam a minha vida todos os dias!

VOCÊS ME INSPIRAM E ME ENGRANDECEM.

Família, velhos amigos, meros desconhecidos, admiradores anônimos, inclusive vocês que me detestam, mas que no fundo queriam ser como eu, muito obrigada!

Sem vocês isso aqui não faria o menor sentido.

quinta-feira, 8 de março de 2012

Depois da Calmaria

De noite a Lua brincava
branca como papel
a Lua mais linda do mundo!
Brinco branco na orelha do céu

Num instante trincou o silêncio
qual voz terrível da Nuvem-Chumbo
estrondosa, estridente
em quatro clarões
(todos cheios de dentes)
bradou e cuspiu, babando de prazer:

- SAUDADES NO VENTO NÃO SOPRAM EM VÃO!

E lambendo o céu lascivamente, virou o tempo e levou a lua embora
sumiu pra sempre deixando só um resto de sorriso plúmbeo no breu.