sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Panda Gourmet


Aproveitei o dia ensolarado para caminhar e explorar a vizinhança. Andei por quase uma hora, e se encontrei 3 vivas almas na rua foi muito. Aqui pra trás tem um bairro residencial muito chique, com direito a lago e grama verdinha. Mas a grama aí no Brasil é mais verde, pelo menos nessa época do ano em que as árvores não têm folhas e a vegetação fica meio amarelada por causa do frio.

Ao chegar em casa li mais um pouco de Marley and Me, mas só um pouco mesmo. Embora seja um bom livro (um bom livro para mim te faz chorar, rir, e te faz ficar pensando na história mesmo quando você não a está lendo) comecei a pegar uma antipatia pelo escritor, sei lá por quê. Acho às vezes ele meio meloso demais, e eu não gosto de homem muito meloso não.


De noite comecei a preparar uma jantinha pro meu amor, e fiz arroz selvagem, purê de batatas, bife e salada. Eu estou me saindo uma ótima dona de casa. Vejam que esmero... mas tenho que admitir que ainda estou longe da perfeição das refeições padrão Fátima. Tentei fazer um molho pra carne que não deu muito certo. Ficou horrível, me deu até vergonha e joguei tudo fora. E olha que pra dar vergonha de si mesmo sem ter ninguém por perto, vocês podem imaginar que boa coisa não deve ter saído...


O Bruno tem trabalhado muito, ontem ele se atrasou umas duas horas e o chefe dele só o liberou quando viu que eu estava o chamando pelo google talk, pedindo para trazer fermento. Daí foi mais uma hora até ele conseguir achar fermento, porque afinal de contas ele não sabia como se diz fermento em inglês. Chegou em casa quase 10 da noite, muito cansado, pobrezinho do meu amorzão... ainda bem que eu estou cuidando bem dele, porque no trabalho tão abusando.

Mas tenho certeza de que em breve ele será um dos manda-chuva aqui. Ele é muito esperto, inteligente, e me contou que ontem resolveu uns pepinos que ninguém estava conseguindo descascar. Que orgulho!

Ah, sim, por que diabos eu pedi fermento. Hoje quero fazer panquecas. Hmmm... vamos ver se vai dar certo, porque o Bruno comprou fermento de pão e se não me engano, fermento de pão é especial para pão. Alguém aí pode me dar uma luz?

15 comentários:

Ivo e Fátima disse...

Oi Xandinha

Mas que bela salada na foto, hem? Trate bem do Bruno assim - bastante salada, pouca gordura.

Quanto à questão do Marley e Eu, também achei o filme meio meloso demais, e, para mim, o cachorro INSUPORTÁVEL. Tá lôco - eu já tinha jogado pela janela na primeira semana.

Assunto fermento - sou totalmente impotente para ajudá-la. Outro dia a Fátima me pediu para comprar femento, e foi o maior estresse. Tive que ligar para ela 30 vezes. E não sei se ainda ajuda, mas fermento é "ferment", "leaven" ou "yeast". Mas acgo que o que você precisa é de "baking powder", ou "yeast powder".

Beijos do Sogrão

Ivo e Fátima disse...

Xandinha

Esqueci de comentar sobre o trabalho do Bruno.

Êle ainda é novo, e deveria começar a fazer tal como o pai dele: não cansa, sabe tudo e não tem fome. Só tem sono.

Quá quá quá.

Sogrão

Tete disse...

Oi de novo....
agora já estamos em Curitiba novamente....chega de praia! Começo a trabalhar na segunda feira. Acabaram as férias!!!
De acordo com meus conhecimentos culinários, não é necessário colocar fermento na panqueca, apenas ovo, trigo, leite e sal.
Bom jantar!
Beijos

Panda disse...

Obrigada sogrão e Teté, e à Fátima por ter mandado uma receita por e-mail.

mas Ifinha, o dia que o Bruno não sentir fome vou ficar deveras preocupada...

Alessandra Pilar disse...

Oi Xanda,
Adorei a ideia do diário de bordo. Já estou acompanhando. Adorei o teu jeito de escrever.
Ah! Pra não fugir a regra achei totalmente esquisita a lavanderia dentro do quarto. hehe.
bjo da chará
Xanda

Panda disse...

Olá, Xanda, seja bem vinda ao nosso blog! Fiquei pensando, quem é Alessandra Pilar, daí me veio, mamãe do Chico! Como está o novo nenê mais lindo do mundo? Um beijo enorme pra vcs!

Ana B. disse...

Oi Xanda!
Eu também gostei muito da estórinha do Marley e eu, mas também achei o escritor um pouco que nem aqueles palestrantes profissionais, do tipo que quer porque quer que a gente AME eles incondicionalmente...Esta foi a parte chata da coisa. Mas, como eu adoro bichos, valeu ter lido.
Se você também gosta de bichos e suas estórias, leia FLUSH, da Virgínia Wolf. Genial! Depois me conte...
Beijos de Paranaguá City

Erica disse...

oi Xanda, pensei que se vc puser fermento na panqueca ela vai virar uma bola....eheheh, queria até ver!!!! Acho que vc precisa de umas receitas....boa sorte e vou acompanhar seu diário de bordo! Bjs Suzana Azevedo

Panda disse...

Ana, obrigada pela dica. Nunca li V. Wolf, mas já sou fã pois graças a ela conheci um dos meus poetas prediletos, T. S. Eliot.

Oi, Tia Suzi! Acho que o fermento na panqueca é mais pra dar uma leveza airada na massa, e não para fazê-la crescer. De qualquer maneira, receitas serão bem vindas!!! Acabei de queimar um sanduíche... hehehehe

Ana B. disse...

Experimente a de caixinha da Otker...Até que é bem boa! O segredo é deixar a panqueca beeeeeem fininha. Se der uma super caprichada na apresentação, e pela foto da salada já vi que vc sabe fazer isto muito bem, fica quase digna de se chamar crepe! hehehehe!

Yuri Lemos disse...

cuidado com esses molhos de carne, aí no norte os ingredientes devem ter diferentes composições, por isso nao ficou bom, nao teve nada a ver com você, xandinha. hahahahahahah
saudades de vocês!
manda um abraço pro brunão!
beijos

Yuri Lemos disse...

agora sim, fiz um blog pra acompanhar!
beijos

Alessandra Pilar disse...

hahaha, pois é sou eu mesma! E o baby está cada dia mais esperto, agora engatinhando pela casa, um furacão. E é amante dos livros também, minhas prateleiras são o alvo preferido dele. hehe.
Fiquei curiosa, a panqueca deu certo?? Depois de tantas receitas deve ter ficado. Eu não dei palpite porque simplesmente odeio panqueca hehe. Agora a saladinha tava com uma cara muito boa. bjocas

Anônimo disse...

Xanda,
priminha, acho que vou te mandar algumas receitas via e mail, vc quer?
Tenho uma receita deliciosa de panquecas, acredite ela é quase light... rsrsrs se é que existe este quase light.
Saudades e boa sorte em sua cozinha.
Sua prima
Aline

Panda disse...

Xanda, não fiz as panquecas ontem... mas hoje vou me aventurar nelas.

Lule, bom te ver aqui, meu docinho!!! Saudades sem fim. As aulas já começaram?

Aline, mande sim sua receita de panquecas quase lights no xanda.lemos@gmail.com. Outras receitas serão bem aceitas!!!
Manda beijo pra todos aí!