domingo, 30 de dezembro de 2007

30/12/2007 - Tempestade de Neve


O ano está acabando, incrível como nem vi passar. Já vai fazer um mês que estou aqui, e parece que cheguei ontem. Aqui os dias passam mais rápido, sim, pois anoitece às cinco da tarde. As festas começam mais cedo, e meia noite já tá na hora de ir pra cama. Mas doce ilusão a minha ser este um bom hábito. Meia noite aqui significa cinco da manhã no Brasil. Vou sofrer pra me acostumar de novo com esse horário.

Hoje o trabalho foi fácil, já não estou demorando tanto, mas ainda sou meio devagar. A minha manager está de férias e só volta dia 5 pro trabalho. Até lá nenhuma esperança de mudar de emprego. Mas enfim. Comprei um super creme protetor para minhas mãos, além de esparadrapo para vedar as luvas. E assim hoje não tive contato com os produtos corrosivos. Meus machucados estão melhorando, mas a textura da minha mão está ainda de arrepiar. Áspera como lixa. Descascando, em algumas partes.

Hoje saí do trabalho meia hora antes porque não tinha mais o que fazer. Mas não conseguir chegar em casa mais cedo, pois houve um acidente na estrada e o trânsito estava congestionado. O trajeto, que demora doze minutos de ônibus, durou uma hora e quinze. Além do quê, o cara não parou no meu ponto, então tive que caminhar mais ou menos um quilômetro debaixo de uma tempestade infernal de neve. Cheguei em casa mais branca que a barba do papai noel. Daí comi minha marmita de ontem, que esqueci de levar pro trabalho, tomei um banho, botei meu pijama, fiz minhas unhas, e agora vou assistir Piratas do Caribe na minha caminha.

Nenhum comentário: