quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Fim de Férias em alto estilo!


Para fechar minha fase de mamata com chave de ouro, fomos neste fim de semana para o Smith Mountain Lake, que fica a mais ou menos 3 horas daqui, no estado vizinho da Virgínia. Nossos amigos Matt e Christina vinham há tempos nos fazendo propaganda de como o lugar era lindo e de como seia legal se a gente fosse. Não resistimos, e há duas semanas atrás aceitamos o convite e esperamos ansiosamente pela última sexta-feira!

O que eu disse pra vocês anterioirmente ser uma cabana, era uma casa mesmo, toda equipada. A propriedade pertence ao cunhado da Christina, marido da irmã gêmea dela, Melissa, casal que nos recebeu mui graciosamente, nos oferecendo a melhor suíte da casa. Eles têm duas filhas e estão com um gurizinho na barriga, quase pronto pra rebentar em outubro. Muito simpático o casal!



O lugar em si realmente, era de tirar o fôlego... um lago no meio das montanhas, cercado de casas fenomenais e iluminado de um sol já não mais tão quente, realmente, não deixa nada a desejar e corresponde a todas as expectativas, por maiores que sejam! Nadei, nadei, nadei muito! Tomamos muitas cervejas, comemos picanha que o Bruno e o Matt prepararam, andamos de barco, de jet ski, o Bruno até pilotou! Eu só fui na garupa da Donna, a madrasta da Christina e da Melissa, que mora ali naquele paraíso junto com o pai delas, um coroa bonachão que, beirando seus 60 anos, não abre mão da vida de bon vivant: tem um carrão conversível, o jet ski mais potente e um barcão super chique! Todos pilotados pela Donna, já que o véio não nega fogo e bebe bem!


Sábado a noite só que me deixou jururu. Estávamos no pier, pescando, tomando cerveja e conversando, a noite estava meio quente, abafada... eu me abanando com meu leque super chique que a Vó Vivinha me deu há alguns anos... a Melissa chegou com os apetrechos de fazer as unhas e perguntou se eu não queria fazer o pé, e eu disse, por que não? Assim, posicionei minha cadeira de maneira que a luz do pier iluminasse o meu pezinho e ela pudesse pintar as minhas unhas. 

Mas ao arrumar a cadeira mais pra perto da beirinha, meu leque escorregou do meu colo e caiu no lago. Na manhã seguinte a primeira coisa que fiz foi mergulhar pra tentar resgatar o tesouro. Mas não encontrei... dei de cara com um peixe, mas o leque que é bom... nada. A profundidade ali devia ser de 3 a 4 metros e quando eu chegava lá no fundo meu ouvido parecia que ia explodir. Mas fora isso e o fato de eu ter deixado nossa máquina em casa, o resto tudo foi perfeito!

As fotos acima são da máquina do David e da Melissa. Assim que recebermos as fotos da máquinha do Matt e da Christina, coloco elas aqui.


sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Muito boa!!!


Essa foi demais!

Eu mandando mal no Chopin!

Hehehehe...

Campanha!!!



Aproveitando a leva de divulgação de "projetos amigos", encaminho aqui a mensagem da Pilar! Eu já votei! E agora estou divulgando.

Olá Amigos,

Meu blog "Conversa pra Mãe Dormir" está concorrendo no BlogBooks desse ano na categoria Universo Feminino e pode virar livro com a sua ajuda!

Você pode ajudar votando e divulgando.

É rápidinho e você pode votar quantas vezes quiser!!!!

Eu e o Chico agradecemos imensamente.
O link para votação é: http://migre.me/16c2e

E pra conhecer um pouco mais o blog, acessem: www.conversapramae.blogspot.com

bjos

Alessandra Pilar e Chico Terra



quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Hosting for one Weekend!

 Papá improvisado que saiu melhor que esperávamos

As aulas estão começando e com elas a minha velha e atribulada rotina de professora e estudante! Mas as férias de verão foram deliciosamente quentes e relaxantes, estou mais do que preparada pra voltar com tudo e mergulhar de cabeça nas neuroses acadêmicas, as quais tanto aprecio!


Nosso "filho" brasileiro por um fim de semana

E olha só que legal, fim de semana que passou recebemos um estudante brasileiro aqui em casa. Ele veio pra estudar na UNC, num programa de intercâmbio em que meus melhores alunos de Português vão pro Brasil (Rio, Recife e BH) enquanto os brasileiros vêm pra cá! Ao todo são 6 brasileiros em Charlotte, e como alguns deles chegaram no sábado e o Residence Hall da Universidade só abria na segunda, alguns professores se voluntariaram a receber os estudantes.


Carioca sem praia fica triste né... mas tem piscina!

Nós ficamos com o João Paulo, um carioca "muito maneiro", 20 anos e flamenguista roxo! Logo simpatizei. Afinal, Flamengo até morrer meu pai foi e eu também serei. O mais curioso é que a irmã dele se chama Alexandra e eles só chamam ela de Xanda. Outra coincidência, o padrasto dele escreveu um livro que eu tenho (ganhamos de casamento da Deborazinha e do Diego): Sexo, Drogas e Rolling Stones. Mais coincidências impossível, né?


Com outros intercambistas: Anne de BH, Marco da Itlália e JP.

Bom, meu povo adorável, farei o possível para atualizar o blog com frequência. mesmo depois que as aulas começarem. Semana que vem com certeza, pois voltaremos com muitas novidades da Virginia. Vamos pra lá passar o meu último fim de semana de férias numa cabana, na beira do lago, com nossos vizinhos Matt and Christina! Uhuuu!

Ah! Outra coisinha... ontem me ligaram dizendo que eu ganhei um Cruzeiro! Daí eu achando que era balela, disse que muito obrigada, mas não estava interessada. Daí o rapaz falou, mas você preencheu o cupom e foi sorteada! E eu, impaciente, que cupom, que sorteio? Ao que o rapaz replicou: você preencheu o cupom no Irish Festival. Ah, tá... não lembrava... too much beer. Fale com o meu marido.


No Irish Festival com o Arthur, a Karen, o Scott e a esposa que não lembro o nome.
As I said. Too much beer.

Mas enfim. Ganhei um cruzeiro no sorteio uma ova! Cinco minutos depois toca o telefone de casa. O mesmo cara querendo falar com o Bruno, que também tinha preenchido o cupom e também tinha sido sorteado!  Rá, rá. Palhaçada... Tem que ir pra North Myrtle Beach, assistir uma palestra, pagar umas taxas de não sei o que lá pra embarcar. No fim gasta-se menos comprando um Cruzeiro pras Bahamas do que ganhando este que eles oferecem! Tsc, tsc, tsc... mas então tá! Agora eu vou. Tchau!

sábado, 14 de agosto de 2010

Aos fãs, com carinho!

Estamos estreiando uma oááátima e inédita linha de produtos Criaturescos! 


São camisetas, bonés e copos personalizados!

Cópulos escuros: mantém sua bebida na temperatura certa!


Acesse agora mesmo nossa Reverbnation Store!


quinta-feira, 12 de agosto de 2010

A volta triunfal do Ciclojam!

video


Desde o final do século passado (hehehe, ok, desde 1996) o produtor Cyro Ridal vem batalhando pra mostrar um pouco do que se produz musicalmente na cena independente de Curitiba. Primeiro na extinta e saudosa Estação Primeira e depois na Rádio Educativa, o Ciclojam deu tão certo que passou a ser veiculado também na telinha da TV Paraná Educativa. 

Não somente pela relevância cultural - uma vez que este é e foi o primeiro programa exclusivamente dedicado à cultura underground da nossa cidade - mas também pela originalidade do formato (músicas executadas ao vivo intercaladas com depoimentos dos músicos, tudo captado por 3 ou mais câmeras que exploravam ângulos meticulosamente inusitados!) o Ciclojam se tornou referência como espaço para divulgação da música independente curitibana. Isso até o mais lóki dos governadores, Roberto Requião - dentre outras medidas que vieram aniquilar os incentivos culturais de nosso estado - proibiu a execução do programa, alegando que música independente não era cultura!

Assim, Cyro Ridal tentou por outras políticas públicas (como a Lei Municipal de Incentivo à Cultura) botar novamente o programa pra rodar. Graças ao apoio da Lúmen FM e do Canal Futura, o programa já tinha casa nova. Além de reprises, foram ao ar gravações inéditas, que com o tempo também passaram a ser reprisadas. Enquanto isso, Curitiba e sua mania de band-boomer não parava de mandar novos sinais sonoros. Cyro, de ouvidos parabólicos e sempre antenados, resolveu arregaçar as mangas e, ainda que sem verba para locação de espaço, ilhas e equipamentos de filmagem, botou a mão na massa, arranjou  novos parceiros (eu e a Gramofone dentre eles!), deu um pé na bunda das burocracias e voltou a produzir, na cara e na coragem. 

O resultado você pode conferir toda quarta-feira, às 22h30 (com reprises aos sábados no mesmo horário), na Lumen TV/Canal Futura (16 UHF e 32 NET). A estreia da nova temporada do Ciclojam foi ontem, mas passa de novo no sábado, portanto, ainda há tempo pra acompanhar desde o início! 

As bandas da nova leva são Koti e os Penitentes, Charme Chulo, Giovani Caruso e o Escambau, Poléxia, Diedrich e os Marlenes, Anacrônica, Cassim & Barbária, Mordida e Cosmonave, esta última, a banda dos meus amados sobrinhos! Não perca... e quem quiser conferir um pouquinho do formato antigo, clique aqui pra ver a minha banda, há 5 anos atrás...

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Tá frio aí?



Então que tal uma sopinha quentinha pra te aquecer neste inverno? Hmmm... as delícias que minha amiga irmã e chef Ariana prepara são explosões de sabor! Recomendo sem moderação.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Caro cidadão curitibano!


Vamos fazer de Curitiba um exemplo de cidadania? Repasso aqui a mensagem. Eu já votei!

Dia 25/07/2010, foi colocado no ar o site www.votolivre.org. A iniciativa foi divulgada em várias mídias importantes como O Estado do Paraná, Gazeta do Povo, Portal RPC, Folha de Londrina, entre outros, mas muitos passam despercebido por desacreditarem no assunto.


A Voto Livre é uma associação sem fins lucrativos e sem vínculo político, que foi idealizada com o intuito de incentivar a democracia de forma DIRETA.

Nossa democracia é representativa, e a cada 2 anos votamos em pessoas que julgamos aptas a assumirem seus cargos para tomar a decisão por nós. É como se assinássemos uma procuração dando total autonomia para um político resolver assuntos referentes a nossa vida e cotidiano.

Esse sistema político atual é falho, e cada vez que abaixamos a cabeça para ele estamos nos anulando como cidadãos. Mas podemos mudar isso!

A internet nos veio como um presente e temos o dever de utilizá-la em favor da nossa humanidade comum.
Nesse primeiro instante, foi lançada no site da www.votolivre.org a Lei da Bicicleta, (Institui a bicicleta como modal de transporte regular em Curitiba ) a qual pode ser entendida com maiores detalhes no site, e devido a se tratar de uma proposta de lei municipal, somente eleitores curitibanos podem votar.

Já ouvi de muitas pessoas que não andam de bicicleta e não se interessam pela lei, mas não é esse o ponto. Chegamos no momento de pensar globalmente e agir localmente. Deixar de lado somente o que NOS interessa e passar a tomar decisões pensando no TODO, pois sem dúvida alguma isso terá reflexo positivo na nossa vida pessoal.

Votar na Lei da Bicicleta não significa apoiar somente a idéia da bicicleta, mas acima de tudo, apoiar a idéia da Voto Livre. É dizer em voz alta “Nós queremos ser ouvidos, nós temos esse direito!”. Tudo o que foi feito até agora, foi feito com muito carinho e esforço de pessoas que acreditaram na idéia. Foram ouvidos muitos profissionais de diferentes áreas de atuação e foi tudo muito bem estudado para garantir que essa seja uma ferramenta segura para o benefício da sociedade.

SOZINHOS NÃO SOMOS NADA E JUNTOS PODEMOS IR MUITO LONGE! Precisamos de 65.000 votos de eleitores curitibanos.

Se possível, divulgue esta informação para sua lista de e-mails!

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Especialização em Fundamentos da Música na Educação

Meus caros amigos, músicos, maestros, artistas, educadores, repasso a mensagem de minha amada irmã:
 
 
A PUCPR, por intermédio do Curso de Licenciatura em Música, está com inscrições abertas para o curso de Pós-graduação em Fundamentos da Música na Educação! A especialização habilita para o ensino superior e médio e exige apenas uma Graduação completa, experiência e/ou habilidade musical comprovada.
Excelente para músicos que querem ingressar na carreira docente!

Você certamente conhece alguém que pode se interessar... por favor, ajude a divulgar!

O curso apresenta uma proposta  inovadora direcionada aos aspectos e métodos da educação musical contemporânea, tem em seu quadro de docentes experientes e gabaritados professores/músicos!

Os módulos serão semanais ou quinzenais, sempre aos sábados durante o dia.
 
Dêem uma olhadinha!
 
clique no link:
 
role a barra até a área da Educação e vc já encontra!!!
Fundamentos da Música na Educação
 
Antecipada e humildemente grata pela colaboração,
deixo abraços e sinceros votos de sucesso!
 
Professora Cristina Lemos
Diretora do Curso de Lincenciatura em Música da PUCPR

--
Visite

www.myspace.com/crislemos
www.palcomp3.com.br/crislemos
www.clubecaiubi.ning.com/profile/crislemos
www.reverbnation.com/crislemos

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Orkut, Paulo Coelho e Literatura


Quando eu não tenho mais nada pra fazer (modo de falar, porque quem tem casa sempre tem coisas), fico fuçando no orkut, bisbilhotando as fotos, os recados, a vida, enfim, dos outros. Eis que num desses momentos em que decidi que não tinha nada de mais útil pra fazer, fuçava no orkut de alguém. Vi então uma comunidade intitulada "Paulo Coelho não é Literatura" e resolvi olhar. 

São 12.115 membros e tópicos de discussão que desanimam qualquer um. Só pra ter uma ideia, em um deles alguém propõe "Paulo Coelho é um grande mago". E outro responde: "claro que é, ele transforma merda em dinheiro"!

Em outro tópico alguém pergunta: "o que é pior que Paulo Coelho?" E a lista de baboseiras é imensa,  tipo "ir pra praia e só pegar chuva", etc. Mas escritores mesmo, somente um -- entre mais de 300 feedbacks (tudo bem que eu só li as primeiras 50  respostas e olhe lá)-- foi citado. Com certeza não por falta de autores piores, que urra, só de livros  mal escritos de auto-ajuda mundo já está cheio! 

Eu já li um chamado "O código da inteligência" de um tal Augusto Kuri, se não me engano! Cara, só terminei a porra do livro porque tenho um sintoma de TOC que não me permite começar um livro e deixá-lo pela metade! Assim eu segui me torturando até as últimas páginas... mas terminei a leitura! E a frustração inevitável não pelo terrível teor do livro, mas comigo mesma, afinal eu me senti a última das últimas por ter acreditado que um livrinho chulé de 160 páginas me daria acesso ao "código da inteligência". Rárá. Coitada de mim!

Mas voltando ao orkut, à comunidade. Eu aposto que muita gente ali nunca leu Paulo Coelho e portanto não teria envergadura moral pra fazer parte de tal comunidade. Eu já li o Alquimista, Brida e Diário de Um Mago na adolescência (escondido da minha mãe e do pessoal da igreja, é claro) e na época lembro-me de que  pelo menos a primeira leitura foi muito prazeirosa. Ri, chorei, me diverti à bessa, e ia pra cama pensando na história, ávida por terminar o livro. Depois de ler o segundo, achei ruim. Tentei o terceiro, e também não gostei. Mas pelo menos eu li! E aprendi a gostar e desgostar de livros muito mais com Paulo Coelho do que com  aquela coleção "Para Gostar de Ler", que era obrigatória no colégio.

Convenhamos: um autor que instiga a leitura de crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos não faz literatura? Um autor traduzido mundialmente e que vende milhões num país onde não se cultiva o hábito da leitura como o nosso, não faz literatura? Afinal, o que as pessoas que afirmam  que Paulo Coelho não é literatura entendem por literatura? O que é literatura? Só clássicos? Só o que é bom? E ser ou deixar de ser bom não é questão de gosto?

Eu acho que Paulo Coelho é literatura sim senhor. Daí a dizer que seja BOA literatura, que seja original, que seja ALTA literatura, já é outros quinhentos. E dizer que aqueles foram os melhores livros que já li, nem pensar. Realmente, eu nem lembro direito das histórias, e hoje pra mim aqueles três livros parecem ter sido um só. Os mesmos dilemas, as lutas, as recompensas, os aprendizados... auto ajuda maquiada, romanticizada em narrativa fantástica. Linguagem simples e leitura lenga-lenga sim, mas que embalou uma jovem aspirante a leitora na época. E que contribuiu para meu próprio hábito de leitura, me fazendo descobrir melhores autores e livros mais interessantes pra ler. Só por isso já valeu.

Enfim. Pior que ler Paulo Coelho é nunca ter lido nada. Pior que Paulo Coelho são essas comunidades que com poucas excessões aglomeram um monte de gente que cria preconceitos pra tudo, até pro que é e deixa de ser literatura. Bem. Eu sinceramente acredito que existem coisas melhores pra fazer quando não se tem nada mais pra fazer, do que ficar depreciando sem nenhuma propriedade a já escassa literatura que o Brasil exporta. Se existem 3 relações que estrangeiros fazem quando pensam em Brasil , essas são: samba=mulher pelada, futebol=Pelé ou Ronaldinho e literatura=Paulo Coelho.

Afinal, Paulo Coelho não somente é um grande mago que transforma merda em dinheiro, como também é um grande letrista, e escreveu muitas músicas boas com Rauzito. Aliás, uma das minhas músicas prediletas, "A maçã" é fruto desta parceria. Mas afe! Deixa eu ir que, de repente,  me deu vontade de ouvir esta canção e me lembrei que sim, eu tenho mais coisas pra fazer do que ficar defendendo o  pobre Paulo Coelho, que de pobre não tem nada, né minha gente... desculpem se não tinha nada melhor para postar. Mas quem não tem assunto, também sempre acha. No orkut, principalmente...

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Pianinho...

 
Bom, há dois meses comecei minhas aulas de piano, pois como vocês bem sabem um dos meus sonhos é  tocar este maravilhoso instrumento. Já aprendi a tocar Prelúdio em Mi Menor do Chopin e Pour Elise do Beethoven, além é claro daquelas musiquinhas bobas que todo iniciante aprende pra entender os valores das notas. 

Dizer que já aprendi, porém, não é dizer que já sei tocar assim maravilhosamente bem. Nah. Estou longe disso... minhas interpretações são bem intencionadas, porém, falta-me  ainda muita técnica para eu me habituar com algumas transições mais cabeludas. Pra piorar a situação, há duas semanas não tenho aulas pois minha vizinha e professora está ocupada com visitas de NY, então estou usando a internet como tutorial. Incrível como o Youtube tem mesmo tudo que a gente precisa. Uma bela ferramenta para se aprender qualquer instrumento!

(Abro aqui um parênteses para reforçar meu statement:  tirando as "video-aulas" de piano, também aprendi  algumas técnicas para pintar paredes usando ferramentas de borda, que comprei mas nunca tinha usado. Meu closet ficou profissionalmente pintado por uma amadora como yo, graças aos tutoriais no youtube!)

Mas voltando ao pianinho... quando tinha 7 ou 8 anos, eu e a minha irmã fazíamos aula de teclado. A gente tinha um Yamaha daqueles pequenos, cinco escalas simples, sem sensibilidade nas teclas. O professor viajava lá do Jardim Social pra Santa Felicidade, todo sábado, pra ensinar a gente. Acho que em menos de um mês ele se cansou (não sei se das viagens ou se das alunas) e disse que não poderia mais nos dar aula. Depois, meu tio veio pra Curitiba e levou o teclado, disse que ia comprar mas nunca pagou. Na verdade ele vendeu ou trocou por outra coisa. Só sei que nunca mais vimos o teclado. Ou o dinheiro!

Então, quando eu tinha uns 12 ou13, resolvi que queria voltar a estudar piano. Fiz acho que uns seis meses de aula e naquela ocasião eu sabia tocar o comecinho de Pour Elise, achava o máximo. A professora também. Eu terminava os livros que outros alunos demoravam o semestre inteiro pra concluir em apenas um mês. Fiz 6 livros e parei com as aulas (por falta de verba graças ao Plano Collor) quando aprendia Pour Elise. Mal sabia eu que a música tinha aquelas outras partes mais arrepiantes, afinal de contas, o caminhão do gás repetia só a primeira parte.

Abro aqui outro parênteses pra falar a verdade sobre Pour Elise: esta é, certamente, uma obra magnífica, mas que ficou tão batida e foi tão repetidamente assassinada por caixinhas de música, caminhões de gás e esperas telefônicas que muita gente acha "brega", e pensa que é gozação quando um grande pianista começa a executar a peça. Veja se não é o caso... esta jovem pianista, Valentina Lisitsa, não foi levada a sério no início de um concerto quando começou a tocar aquele intervalo de segunda menor, tão característico:



Maravilhoso, né? Lindo. Estou treinando com ela e em breve postarei meu próprio vídeo de "Für Elise" e do   Chopin. E quem sabe de quebra um Beatles que também comecei a tirar, mas que ainda está longe de ficar pronto. Porque pelo menos agora tocar piano e cantar é tarefa impossível. Mas tudo é questão de treino. E o importante é não desistir!

Mas depois disso...



 ...fica difícil não pensar em desistir!