quarta-feira, 18 de julho de 2012

Hanging out at the Hanging Rock



Ontem foi a vez de conhecer mais um parque estadual da Carolina do Norte. O Hanging Rock State Park fica em Danbury, perto de Winston-Salem e Greensboro, quase fronteira com a Virgínia. Duas horinhas de viagem. Passeio perfeito para um day-trip.


Foi minha amiga e professora de espanhol, Maria, que me convidou. Fomos eu, ela, seu marido Robert e sua amiga Susana, que veio do México para visitá-los. Passei o dia inteiro hablando español e suando em bicas até chegar no topo daquela montanha (da foto aí de cima).

A vista é de repor o fôlego, perdido nos dois quilômetros de trilha, que apesar de curta, é cansativa. Demoramos 30 minutos pra subir, e dessa vez eu não morri, só quase morri. A Hangin Rock é uma pedra que fica no topo de uma das famosas Appalachian Mountains. Trata-se de uma cadeia montanhosa no leste do continente norte americano, que abrange estados de Alabama, Georgia, Virgínia, Carolina do Sul, Carolina do Norte, estendendo-se até o sul do Canadá.



Estou adorando essas aventuras! Sentindo-me a própria Pandahontas. Não há melhor maneira de eliminar as toxinas do corpo e da mente... basta pegar a estrada rumo a um lugar que você nunca esteve, caminhar, desbravando trilhas de uma montanha, e depois é claro, nadar num lago, ou tomar banho de cachoeira pra renovar as forças, voltar pra casa e despencar nos braços de Morfeu!

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Fourth of July

Pé na estrada

Este foi o nosso quarto 4 de julho aqui nos States. O primeiro, em 2009, foi o mais patriótico de todos. Dispusemo-nos a uma programação especial, que incluía várias atrações típicas americanas: bandas de country rock ao vivo e barraquinhas de cachorro quente e refrescos, com direito a pronunciamento do então vice-prefeito de Charlotte e uma criança prodígio cantando o hino, naquele feeling que só o soul americano suporta. Tudo isso, é claro, seguido de um espetáculo pirotécnico totalmente sincronizado com música orquestral gradiloquente. Foi uma experiência e tanto ver aqueles americanos vestindo as cores de seu país, carregando bandeiras, e demonstrando em cada gesto tão civilizado, todo amor e respeito à pátria!

A paisagem campestre da Carolina do Norte às vezes nos
lembra o interior de Santa Catarina

Confesso que me admirei e até senti, bem lá no fundo, uma pontinha inveja desse entusiasmo pela nação. Mas com o passar dos anos, notei que tanto patriotismo, na verdade, não era necessariamente uma qualidade, mas sim quase um defeito. Afinal que tudo bem se orgulhar do próprio país, principalmente quando ele oferece uma vida mais ou menos digna para grande parcela da população. Mas se orgulhar muito, se gabar demais, se achar o máximo dos máximos dos máximos, e não enxergar as própiras limitações, erros, fracassos e atrocidades, aí já é exagero!

Entrando no South Mountain State Park

Então como curiosidade cultural antropológica, foi bom ter ido ao menos uma vez conferir como um bom e orgulhoso cidadão americano comemora seu Dia da Independência. Nos dois quatro de julho seguintes deixamos passar. Eu realmente não me lembro se fizemos algo e se fizemos, não lembro onde nem com quem. Ontem, no entanto, foi o primeiro quatro de julho realmente inesquecível. Acordamos sem hora, lá pelas onze da manhã, e decidimos fugir pro meio do mato. Pegamos a estrada rumo a Morganton, uma cidadezinha no meio das montanhas, a uma hora e meia de Charlotte. É lá que fica o South Mountain State Park, uma reserva florestal imensa, com todo tipo de atração natural: mata nativa, cachoeira, rio com truta e trilhas de tirar o fôlego -- tanto pela dificuldade quanto pela beleza.

Pausa para pose!
(mera desculpa para um descanso, pois a trilha não é mole não!)

O ponto alto deste passeio foi tomar banho de cachoeira num paraíso quase shakespeareano, com pétalas de flores na água e uma banheira de hidromassagem natural, onde pudemos recostar nas rochas e sentir como os musgos faziam a expressão "pedra macia" -- que não fui capaz de compreender quando li, se não me engano, num livro da Clarice Lispector -- fazer todo sentido do universo!

Hidromassagem natural

Pedra macia, verão quente, cachoeira fria, que fórmula perfeita para um feriado de quatro de julho! Confesso que meu "patriotismo americano" aflorou bastante quando eu vi como eles mantêm e investem nesses parques estaduais, sempre repletos de programas educacionais e com a melhor infraestrutura pra camping, passeio a cavalo, mountain bike, piquenique, hiking, são mais de 40 milhas de trilhas! Todas bem sinalizadas, com placas e murais educativos explicando tudo sobre fauna e flora, em inglês e em espanhol. E que fauna e que flora! E tudo de graça!


High Shoals Falls
Interessante foi notar a minoria americana, se comparada com a maioria estrangeira que aproveitou o feriado pra fugir da cidade com seus desfiles de civismo. Ao que parece, brasileiros, mexicanos, coreanos, chineses, indígenas, e todas as minorias da Carolina do Norte, se encontraram no parque para praticar um outro tipo de civismo, que é o civismo universal primeiro: respeitar e ter contato com o outro, com a natureza, e sentir o quanto isso é igualmente aconchegante, não importa o país que for!




Na volta, para honrar verdadeiramente nossa gratidão por este país e tudo de bom que ele tem nos proporcionado, paramos no Sonic e dividimos um hamburguer, uma porção de onion rings e um milk shake, tudo trazido de bandeja por uma gatinha de patins!

Um brinde à América! Cheers. Salud!