sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

A Última Postagem do Ano!!!!

A todos os meus Familiares e Amigos e Leitores deste blog um Feliz Ano Novo cheio de paz, amor, e muitas conquistas!

2011 VEM AÍ!!!!

Contagem regressiva...

Deculpem a postagem rápida, mas por aqui muita festa e tanto assunto que seria impossível contar tudo numa só postada!!!!

Aguardem...

domingo, 26 de dezembro de 2010

Família Zagonel Paim em Charlotte!

Hoje acordamos às cinco da manhã com tudo branquinho, e enquanto o Bruno foi para o aeroporto, eu fiquei em casa ajeitando os últimos detalhes para receber os nossos Papais Noéis do Brasil! 
 
É claro que eles se maravilharam com a bela paisagem nevada! E também adoraram nosso lar e seus aposentos... 

Depois de tomarmos café fomos logo abrir os presentes! Uma mala inteira era só pra nós! CD's, DVD's, pantufas, cintos, livros de culinária, pulseira, brinco, blusa, bolsinha de maquiagem,  cartões e cartinhas... veio muito mais coisas do que tinha na nossa lista! E assim nosso Papai Noel engordou da noite pro dia! Além de encher o nosso saco de neve! 

Obrigada a todos que nos mimam mesmo de longe... estamos com muitas saudades de vocês e  esperamos retribuir o carinho em breve!


 João Pedro escalando seu beliche!

 E "quebrando tudo" na bateria!

 Tava feliz o menino!!! Não parou quieto até a gente sair fazer guerra de neve.
Vídeos serão postados em breve.
 
 Gustavão e Bruno relaxing no sofá...

Enquanto a Berna desfazia as malas...

Depois do almoço e de duas garrafas de vinho, demos uma cochilada e de tardinha saímos passear. Primeiro os levamos para conhecer o campus da Universidade, que com neve fica ainda mais bonito! E logo seguimos para ver as luzes de Natal no autódromo da Nascar. Você não precisa sair do carro, e sintoniza a rádio num canal com músicas de Natal que fazem a "trilha sonora" do passeio. O João Pedro adorou as luzes, e nós adoramos entrar na pista de corrida e ver de perto aquele circuito oval com 45º de inclinação na pista! Ivo foi o assunto do evento... afinal impossível não constatar que ele iria curtir muito este passeio.

Beijos a todos e até as próximas postagens!

Feliz Natal!

Flagra: Bruno registrou o momento em que Mamãe Noela perdia o vestidinho... 
Alguns meses atrás, no aeroclube de Charlotte.

Então é Natal... o ano passou voando, e não sei se é imperssão, mas cada ano que passa parece que passa mais rápido. Meu aniversário foi ontem e hoje é Natal. Dez dias desde então, em que passei festejando, limpando, organizando a papelada da escola, cozinhando receitas pela primeira vez para as festas de Natal que de tão boas passaram num piscar de olhos. O mundo gira depressa... e nessas voltas nós vamos... hi Lilly, hi Lilly hoho!


Natal Parte I - A Vingança do Peru
Celebramos o Natal tradicional brasileiro na casa de amigos que conhecemos em Charlotte, na primeira semana em que aqui chegamos. Ana e Welson organizaram o evento para o qual compareceram cinco famílias brasileiras. Ao todo foram 24 pessoas, entre crianças, jovens e adultos, muitos dos quais ainda não conhecíamos. Em todos os sentidos, foi uma GRANDE festa!!!

Natal Brasileiro - Christmas Eve 2010
 
Paula e Luís com os sobrinhos - são gêmeos, Roberta e Alexandre - nós, os Maldonado (Ana, Welson, João, Giovani), Mirna e sua turma (Márcio, Murilo e Lucas), um amigo deles que não lembro o nome, e esta  família enorme e maravilhosa que conhecemos lá... Ela brasileira, ele espanhol, com sete filhos das mais variadas idades, todos adotados! E brasileiros!  

Nosso Natal foi um American way do tradicional Natal brasileiro... cada um ficou encarregado de trazer sua própria bebida e contribuiu com uma parte da ceia. O peru ficou por conta dos donos da casa, afinal tinha que ser um peruzão daqueles pra alimentar a cambada toda!!! Mas o peru foi uma novela... Ana desabafa: o peru tinha que ser grande, mas enorme pra caramba, foi difícil de achar, difícil de colocar no carrinho, e depois de tanto trabalho, o peru não cabia no freezer... na hora de cozinhar, ficou cinco horas no forno, o forno pifou, peru não assou, e agora Noel? 

No fim foi tanta gente e tanta comida que o peru nem fez falta. Mas os três engenheiros que estavam no recinto tentaram consertar o forno, e acabaram por provocar três pequenas e sucessivas explosões. A  culpa foi do peru! Sabotagem, puro espírito de vingança. E mesmo com o forno arrumado, o peru não ficou pronto. O nosso peru de Natal foi um símbolo de resistência. Não foi comido porque não quis ser assado! Fica aí um belo exemplo a ser seguido, o exemplo do peru.

O host da festa e seu fogão depois dos reparos.


Fizemos um amigo secreto mucho loco, que na verdade não era amigo secreto, mas algo parecido, em que cada um saía com um presente - eu ganhei uma gaita de boca e Bruno uma coberta bem fofa e felpuda. No auge da festa os vizinhos ligaram: tinha outra festa aqui na rua de casa, da qual conseguimos pegar o finalzinho... e a previsão avisava: esse natal vai ter neve!




Natal Parte II - Let it snow, let it snow, let it snow!!!

Acordamos tarde e nada de neve, mas o dia estava estranho, entre o branco e o cinza, parecia mesmo que ia nevar. Dia preguiçoso, quando deu duas horas comecei a cozinhar o arroz com chanpagne e amêndoas, receita da sogrinha, para a segunda ceia natalina, desta vez seguindo a tradição americana - eles comemoram no dia 25, entre o almoço e a janta...

Fomos na casa de nossos vizinhos Belinda e Mike, que são grandes amigos e cozinheiros de mão cheia. Mike é o mestre do grill. Convidamos dois amigos - Teo (brasileiro de Natal) e Amit (um amigo indiano) que não têm família aqui e estavam sozinhos nesta data em que ter uma companhia é o espírito da coisa! E daí foi outra festa! E guess what, a neve veio com tudo... deixou a paisagem ainda mais natalina, tipo nos filmes... E uma comidarada sem fim!

Amit, Teo e Belinda


Nesse momento de satisfação gástrica plena, só posso dizer o seguinte: nosso Natal só teria sido melhor se o Santa tivesse trazido vocês aqui...


Natal Parte III - A preparação

João Pedro quando a gente saiu do Brasil... agora deve estar um mocinho!


Amanhã cedinho chegam em Charlotte a Berna, o Gustavo e o João Pedro!!! Sortudos, vão chegar aqui com tudo branquinho! Tô com peninha do Bruno, que vai ter que levantar às 5 da manhã pra buscá-los no aeroporto... mas tenho certeza de que ele irá com muito gosto, afinal, é sempre um prazer receber visitas do Brasil!

Esperamos que tenham tido um Natal excelente e que 2011 seja um ano de muitas conquistas, muito trabalho e muita garra pra que tenham muitos sonhos realizados, e principalmente, um ano com muita saúde pra encarar novas jornadas e novos desafios!!!

São nossos sinceros votos...

E Boas Festas!

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Não deixe pra depois o que vc pode fazer com 32!

Yeeeey!!!!

O Semestre finalmente terminou e eu já posso comemorar meu aniversário!!! Ontem, nevertheless, foi o PIOR aniversário de todos. Primeiro, poque não dormi. Não por ansiedade, 32 são 32, veja lá que a marca é marcante, mas não fez a MENOR direfença, ante as (im)possibilidades acadêmicas.

Ontem foi a sengunda noite da semana em que passei em claro, não fazendo planos, não sonhando com um esplendoroso porvir, mas trabalhando, lendo, resumindo, interpretando. Argh! Morrendo de raiva. Escrevendo. E chorando. Acreditando, no máximo, num A. Ontem foi patético.

Poucas vezes senti pena de mim mesma. Neste aniversário, no entando, foi uma delas. Sabe o que é tocar o telefone e você optar por não atender, porque os ponteiros do relógio temem em correr enquanto você ainda está na página 3 de um 10-page paper? É muito frustrante.

Mas o que passou passou. Às seis da tarde - dead line pro meu paper - mandei o que pude por e-mail e me enfiei debaixo do chuveiro. Menos alguns graus lá fora... toca a campainha, atendo flores e um balão feliz - Happy Birthday!  Meu amor sempre me impressiona... sempre me mima e me fez feliz!

Tenho que me arrumar, imprimir meu trabalho, onde é o bar? Não sei, caralho! Tá tudo atrasado, estamos todos perdidos. Tá tudo virado de cabeça pra baixo. Faz dias que não durmo, e que não acordo o Bruno. Faz dias que me interno, e que me esfolo neste inverno. Menos alguns graus lá fora.

Está nevando.

Mas agora eu estou feliz, na medida em que é me dado estar! Se meu aniversário só começou agora, então não vai ter hora pra terminar!!!! Obrigada a todos os recados e aos parabéns que me foram dados! Agoreu vou preparar uma reviravolta, porque a vida só vai, e nunca volta!

Não deixarei para depois, o que posso fazer com 32.

Adeus, amigos!

Até depois!