segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Antes só...

Este final de semana viajamos para Johnson City, no Tennessee, para visitar a Ashleigh, a amiga que conheci no Colorado. Eu estava muito empolgada e ansiosa por revê-la. Encontrar uma cara amigável seria confortante. A viagem foi tranqüila, atravessamos as montanhas e passamos por várias cidadezinhas interioiranas. Chegando em nosso destino, fomos encontrar com ela em seu trabalho, numa lanchonete dessas que tem em cada esquina, chamada KFC.


Assim que ela saiu do trabalho, ela disse que precisava passar em casa pra pegar roupas pois a gente teria que achar um hotel para passar a noite. Então perguntei por que não poderíamos ficar na casa dela, como o combinado, e ela disse: meus pais me expulsaram de casa ontem. Cruzes, por que? Porque ela tinha sido presa na noite anterior por dirigir alcoolizada!!! Incrível... o tempo passa e as coisas não mudaram em nada pra ela... continua fazendo cagada e se metendo em encrencas.

Enfim... até aí tudo bem, neste caso a gente até ficou aliviado de ficar num hotel ao invés de numa casa que, pensamos, deveria ser tão zoneada quanto o carro dela. Bom, é que ela fez questão de irmos num carro só, e este carro teria que ser o dela. Mas vocês não iriam acreditar se vissem a zona e a sujeira daquele carro velho caindo aos pedaços... era nojento, vergonhoso... porra, tudo bem você ser porco e não se incomodar com a sujeira... mas ela bem que podia ter dado uma limpada no carro, sabendo que a gente vinha!

Na casa dela, um apartamento naqueles pombaizinhos simples, entramos para conhecer seus pais, que pareciam ser pessoas normais, apenas aparentando serem mais velhos do que realmente são. Também... com uma filha dessas, ficar com cabelo branco é fichinha! Porém a casa era arrumadinha, e eles não aparentavam estar furiosos com ela, e até perguntaram por que ela ia sair, ou seja, eles não a expulsaram coisa nenhuma! Mas tudo bem...

Fomos para o hotel, nos arrumamos e ela demorou uma hora pra se maquiar, deixando nosso banheiro uma verdadeira zona, com tudo que era maquiagem espalhada pelo balcão, roupas espalhadas por todos os cantos, cara, em uma hora ela conseguiu deixar nosso quarto um chiqueiro.

Enfim, saímos. Fomos num bar bem legal, com mesas de sinuca e uma mesa de pebolim, para alegria minha e do Bruno. Fomos jogar, enquanto ela tentava, em vão, encontrar alguém para animar o seu Valantine Day. O único que se interessou era um mulato com cara de drogado que ficou na nossa mesa, até eu chegar e tirar a minha bolsa e nossos casacos de lá. Os incomodados que se mudem, não é mesmo? Eu e o Bruno botamos nossas coisas do lado da mesa de jogo e continuamos a nos degladiar no foosball.

Ainda jogamos sinuca e depois mais um pouco de foosball com um pessoal que acabamos conhecendo. Nos divertimos muito, mas sem ela por perto. Quando ela chegava, parecia que uma nuvenzinha negra vinha junto de brinde. O Bruno, sem paciência, e eu, decepcionada.

Pra conseguirmos ir embora foi um parto. Ela sempre queria tomar mais uma. Até que ela veio, e nos encheu o saco a noite inteira porque queria ir na piscina do hotel, que fechava às 11 da noite, e já eram 2 da manhã. Nossa, que maldição... não víamos a hora de amanhecer e irmos embora.



Bom, assim que saímos de lá no domingo, o sol brilhou e tudo voltou ao normal... a viagem foi um sossego, fomos parando nos lugares que julgávamos interessantes e ao chegarmos em Huntersville fomos dar uma olhada na vizinhança pra ver as casas.




Temos que alugar um lugar maior em breve, pois este apartamento é muito caro e muito pequeno, e pelo mesmo preço conseguimos casas com 3 quartos e dois banheiros. Parte de nossa mudança, que veio de avião, chegou ontem no aeroporto e logo deve estar aqui em casa. Mal vejo a hora de chegarem meus violões!

Fim de tarde, já em casa, após um romântico almoço-janta à beira do lago, pudemos enfim relaxar... e apesar de ter ficado triste com o grau da loucura da Ashleigh, de uma coisa tenho certeza: não quero vê-la tão cedo. Porque todas as coisas ruins que aconteceram no fim da minha estadia no Colorado, aconteceram quando eu estava com ela. Sei lá. Tem gente que nasce pra perder. Que só chama coisa ruim. E eu sou completamente o oposto. Nasci pra vencer, e sempre coisas boas me acontecem! E as pessoas que me cercam também são assim... lá no Colorado, sei que salvei a vida dela. Portanto, já fiz minha parte. Agora dá licença que ainda tenho muito pra crescer neste lugar, ao lado do homem que amo. E mesmo sem uma vida social aqui, antes só do que mal acompanhado!

15 comentários:

diva disse...

Bruno e Xanda
pelo que parece conseguimos mandar o primeiro comentario, antes mesmo do Ivinho
=)
Que otima companhia tiveram na viagem hein!? hahaha

Estamos com saudades.
Marina e Vo Vivinha.

Panda disse...

A louco, Ifinha ficou uns dias sem comentar e perdeu o jeito... hehehe
Quanto à companhia, fazer o quê.
Bom, nem tudo é sempre perfeito né?
Saudades tb.

Ivo e Fátima disse...

Oi Xandinha

Duas decepções - sou o segundão, e a Ashleigh...

Que coisa, hem? Dá até para pensar que ela "procurou" aquela situação lá no Colorado. Numa dessas o "coitao" do gordinho de Brasília que era o inocente estúpido na história.

Mas que bom que já resolveram essa questão, e o resto da viagem foi boa.

Beijos para vocês.

Sogrão

Panda disse...

Pois olhe Ivo, naquela época ela não era assim tão chata e maluca, não... acho que ela despirocou de vez. Tipo, maluca, assim, de não falar nada com nada, sabe? E certamente o gordinho mongolão foi um inocente estúpido mesmo porque pra mim ele não foi mais culpado do que os outros caras que estavam em volta filmando. Cruz credo... não quero nem me lembrar.

eduardo disse...

Eu achei ela bem legal,não sei o que você viram de errado nela.
hahaha!
brincadeira

Panda e Bruno que saudade de vocês,
fazem muita falta.

Panda, me passa o endereço de vocês
queria mandar umas coisas,rola?

bom é isso,saudades
um grande beijo

Panda disse...

Dudinho, meu filho! Morro de saudades de vc, sabia? Comporte-se bem e estude bastante pra vc poder vir passar as férias com a gente, tá? Vou aguardar ansiosa sua cartinha. Bjos

Anônimo disse...

Soi Jô Pepe...
Nem vou comentar sobre a decepção...sei como é já tive algumas. Tem gente que muda de personalidade assim como muda de roupa.
Mas passear é sempre bom, né?
To morrendo de inveja do Ivo que vai vê-los ao vivo e a cores logo logo...snuif snuif
Beijos, da sogrinha e não ultimona eu acho...

Panda disse...

Aqui ninguém fica por último, sogrita, porque eu sempre dou um alô para assim estimulá-los a escrever sempre mais!!!!
Beijos

Anônimo disse...

Xanda,
Vc cresceu, amadureceu... Sua amiga parou no tempo, na idade da cabeça oca e sem educação... E viva a evolução. Chato o que aconteceu, mas só desta forma é que percebemos o quanto evoluimos... Uebaaa.
ET o Henry ohn entrou na facul, vai fazer engenharia da computação e já está trabalhando.Manda beijokas e o gabriel tb.
Saudades e beijokas no coração de vcs
Aline

cristina disse...

É isso aí filha, pra frente é que se anda!Coitada dessa moça, ela deve estar precisando de ajuda.Gente desajustada é o que não falta neste mundo.VCs Vaõ se enturmar com gente boa, não tenham pressa.Enquanto isso vai escrevendo,testando receitinhas gostosas e quer saber vcs se bastam, pode crer.Vai passear pelos bairros a tarde olhando os chalés pra se instalarem definitivamente, vai a uma academia, é bom se exercitar um pouco.
Cheguei ontem,amanhã vou pro Hospital ficar com a Cris, a cirurgia está marcada pras 2hs da tarde.Hoje a tarde ela esteve aqui com o Lydio.
Quero ver se vou visitara a Evi, ela me passou o tel deles, disse que já está na nova casa deles.
Feliz Valentine Day atrasado pros dois!
bjs

cristina disse...

Xiiiiiiiiiiiii, não sei o que aconteceu meu coment saiu no nome da Cris, mas eu estou no meu orkut!!!Ela usou o micro, deve ser que algo ficou aberto , rsrs
mami

Panda disse...

Aline! Mande beijos pros meus primos lindos e parabéns para o calouro! O Henry não raspou a cabeça, né? Não pode assassinar aqueles cachos tão lindos!

Mami, acho que nem backup e nem Jesus salvam a Ashleigh, coitada!
Pra frente é que se anda, mesmo!
Boa sorte pra Cris e que bom que vc está aí... vc vai ficar pra sempre agora? Se sim, ligue pra Fátima porque ela que está com a máquina daí de trás, ok?

Bjos

Tete disse...

Oi Xanda e Bruno,
já estava com saudade de ter novidades dos dois.
Que viagem, ehimmmmmmmmmmm!!!11
Mas no final, tudo deu certo. Isto que é bom!
E como sempre....fui a última a ler e escrever.
Mas estou me dignificando no trabalho!!!rsrsrs

Anônimo disse...

Imagina, o cabelo dele está lindo, longo... Bem que eu queria ver ele careca hauhauhauhau, mas ele não aprovou a idéia. Entra no orkut dele e veja as fotos.
beijokas mil

Panda disse...

Teté! Eu tô deixando vcs mal acostumados né, todo dia uma postagem ou mais, de repente, nem uma em 3 dias, todo mundo já fica com saudades... hehehehe! Bjos mil, vamos esperar sua visita sempre após a dose de dignidade diária. hehehehe

Aline! Ufa, que bom que ele não aprovou a idéia, sou a favor das longas madeixas...