terça-feira, 10 de março de 2009

Quem diria!


Olha, eu pensei que já tivesse passado pela fase mais chata dos estudos, ou seja, a fase pré-vestibular. Eu ainda nem tinha cansado de me vangloriar pros meus amigos que estão tendo de passar por essa prova(ção). Ingenuamente eu pensava: Ufa! Graças aos céus que eu não preciso mais me preocupar com isso.

Rá rá. Mal sabia eu que, para conseguir minha vaga de mestrado, eu teria que enfrentar uma prova bem semelhante ao vestibular. Embora eu não tenha que estudar química, física, biologia, geografia ou história, vou fazer uma prova de inglês (que envolve exercícios de analogia e lógica) e de matemática (que envolve exercícios de álgebra, aritmética, geometria)... glup!

Tenho menos de 1 mês para estudar. O problema todo é que sou muito tosca em matemática. Adepta da calculadora, tenho dificuldades em realizar as operações mais essenciais de soma, subtração, multiplicação e divisão. Números decimais me assustam. Aliás, os números nem precisam ser decimais para dar nós em meu pobre cérebro limitado. Ave Maria, benza-me Deus! Como posso ter nascido tão burra para os números, sendo filha de meu pai? Aliás, todas as vezes em que levei puxões de orelha do meu pai foram quando ele tentava, em vão, me ensinar matemática! Tudo que eu ouvia era blá blá blá blá blá blá, nunca tive capacidade para me concentrar em números. Haja paciência! Agora quem tá sofrendo pra me ensinar é o Bruno e o Ivo, via skype. Pelo menos eles não me dão puxões de orelha, apesar de que aposto que eles morrem de vontade! Hehehehe...

Bom, estou utilizando este meu tempo de almoço para atualizar o blog e dizer que sim, estou desesperada, já tive sonhos malucos com essa prova e não tenho tempo a perder. Por isso, já vou me despedindo. Um beijo a todos e não estranhem se as postagens a partir de agora forem assim, escassas ou rápidas e malucas.

Um beijo e desejem-me sorte, porque vou precisar.

10 comentários:

Alessandra Pilar disse...

Oba, primeirona!!! hahaha!
Bom, Xará, somos parecidas em mais uma coisa: eu também sou um desastre em matemática!!! ô coisa mais chata essa história de número. Também sou totalmente adepta da calculadora e simplesmente detesto qualquer tipo de operação matemática. Mas força lá! Estaremos torcendo por ti!
bjinhos

Talita disse...

Tadinha da minha filhota, parecida com a mamãe, tb tenho horror a matemática!!!Mas nada como um bom professor, paciente e compreensivo.E vc pode se dar por feliz por ter dois adoráveis!!!Maridão
e paizão postiço, bote os neuronios pra trabalhar e dá-lhe numeros, rsrs
hehe, será que essa é uma deficiencia dos Azevedos? dos Paivas? matemática não é o forte dessas famílias...mas vc é capaz é só querer.
bjs e bom estudo!

Ivo e Fátima disse...

Xandinha

Onde ando? Perdi totalmente o meu senso de tempo (só para não dizer timing - rsrsrs).

Acho que gastei muitos neurônios para te explicar como fazer operações matemáticas com números decimais que não consigo mais me concentrar aqui no blog para estar sempre de olho.

Mas não se preocupe - com os dois mestres que estão a te ensinar, tudo sairá MUITO bem. O teu mestrado já é letra morta. O teste vai ser mera formalidade.

Beijos (e não esqueça, para dividir 2679.36 por 56.3751 você tem que...)

Sogrão

fatima disse...

Xandinha, Selemes tb são um desastre com numeros....mas vai dar tudo certo com os 2 mestres que vc arranjou!
Boa sorte!
Beijos, euzinha de dieta!

Panda disse...

Ivo, voê pelo jeito é o bendito fruto matemático entre as mulheres que postaram comentários hoje, e esta que vos escreve, claro.

Ale, mãe, Fatiminha! A gente sempre se virou bem mesmo sem saber fazer conta, né?

Olha... acho que esta é a última oportunidade que tenho pra aprender de vez matemática. Porque na escola não deu, no vestibular não deu, se agora não der, é porque eu sou muito muito monga!

Alessandra Pilar disse...

Oi, oi oi, enfim conectadas quase no mesmo momento. hehehe.
Ensino sim. Na verdade não tem muito segredo. Clica em cima do tocador onde diz GOEAR, vai abrir o site. Daí você busca a música que você quer (às vezes aparece umas músicas muito toscas quando a gente digita o nome da música... hehehe). Depois de encontrada a música que vc quer, procura no canto direito da pagina "this song in your site", depois o genial ctrl c e ctrl v no teu post. Pronto!!!! Ei, me adiciona no msn pra falarmos qualquer dia desses: pilargel@hotmail.com.

bjosssss

Panda disse...

Obrigada, Ale! Sabe que não tenho entrado no msn esses dias, e agora com essa prova em vista, a probablididade será menor ainda. Mas pode ter certeza de que, assim que eu tiver um tempinho pra papear, vou te adicionar lá! Bjos

Cris disse...

Minha maninha linda...
Eu, você e o Gu somos assim... coitado do pai...
Mas veja por outro lado, nós, os seres avessos à matemática temos outras características muito interessantes! Nós somos afeitos à poesia, ao cinema, ao teatro, à musica... qualidades que os matemáticos até têm e desenvolvem bem, pois tudo pra eles é uma questão prática é lógica... a gente que é mais sensível aprende as coisas lógicas, muitas vezes errando... coisa que pra eles (os matemáiticos) é impensável... veja bem: tudo tem seu lado bom... e sempre é tempo de aprender... Quem sabe agora´em inglês o seu cérebro entenda melhor os números? ... Foi piadinha!!! pelo menos isso eu sei: os números são números em toda parte, não são? ? ? hehehe!

Panda disse...

Aleluia, irmã! Matemática é uma linguagem universal. Mas universal ou não, nunca aprendi a falar essa língua!!! Sim, quem sabe em inglês eu aprenda... hehehehe
Até que enfim apareceu, hein?
Beijos mil te amo muito e volte sempre!

Anônimo disse...

Prima, só posso realmente lhe desejar sorte enão ajuda, pq matematica não é meu forte...
Ah tb posso torcer e rezar, acredito que ajuda né? Matemática nunca foi meu forte e quem sempre me ajudou foi o Jean, ah ele pode tirar suas duvidas se vc precisar ele é um bom professor de fisica e matematica.
Beijokas no coração
Aline