terça-feira, 9 de junho de 2009

Pé na Porta e As Delícias do Capitalismo

Mami no Capitalismo Selvagem

Ontem, após um delicioso jantar de comemoração à vinda de mami e ao meu escore no TOEFL, chegamos em casa exaustos, com calor, sonolentos e com vontade de fazer xixi. Porém, descobrimos que trancamos a casa com a chave para dentro. Sim, aqui as fechaduras podem ser internamente ativadas sem a chave. Se você aciona este dispositivo na maçaneta, sai e fecha a porta sem estar com a chave, só lhe restam três opções: a primeira e mais cara, chamar um chaveiro. A segunda, verificar se acaso não esqueceu alguma janela aberta, ou a porta dos fundos. Se nenhuma dessas opções for possível, o arrombamento se faz necessário.

Bem, em tempos de crise e instabilidade financeira, a possibilidade de um serviço de chaveiro às onze horas da noite a cento e cinquenta dólares foi por nós logo descartada. Conferimos as janelas e a porta dos fundos, mas infelizmente estavam todas hermeticamente trancadas. Partimos para o arrombamento. Não antes sem tentarmos técnicas dignas do Mc'Gyver, nos utilizando de pequenos objetos pontudos, arames, ferramentas e outros objetos encontrados na nossa garagem, mas claro que todas as tentativas foram fracassadas, afinal de contas, não é só porque a gente mora nos States que a nossa vida sempre tem que ser como nos filmes. Bruno, já sem paciência, incorporou o Kung Fu Panda que existe dentro dele e chutou a porta sete vezes. E assim adentramos no conforto do lar. Chaveiro 24 horas: 125 dólares. Fechadura nova: 45 dólares. Um desafio para entrar em casa: não tem preço.

Definitivamente melhor não comprar um espelho...

Acordei para fazer o café do Bruno e somente mais tarde acordei Dondaliet para um delicioso breakfast na varanda. Recebemos a visita da Paula e com ela saímos bater pernas por aí e desfrutar das delícias do capitalismo primeiro no Walmart, depois na Marshalls. Almoçamos num japonero, né, e mami comeu sushi. Dondaliet achava tudo lindo e barato, e foi difícil convencê-la de que seria impossível comprar a América inteira. Porque sim, tudo aqui é muito barato, roupa, óculos, perfume, vaso, tapete, lençol, espelho, esculturas, mas o preço não inclui as taxas e nunca é aquele mostrado nas etiquetas. Além do mais, não estávamos assim precisadas de tanta roupa, óculos, perfume, vaso, tapete, lençol, espelho, esculturas. Mas ela não quis nem saber e pouco deu ouvido aos nossos conselhos e foi comprando e gastando, ah, compra isso pra você, olha que lindo, Xanda, leva, eu pago. Saiu caro mas acho que ela já aprendeu que não pode se empolgar. A gente só aprende assim nessa vida né. Depois que sente na pele essa emoção!

Fim de tarde na varanda e a farpa no dedão do Bruno.

Chegamos em casa e logo em seguida meu amor chegou, fizemos um cookout, eu fiz farofa e salada e Bruno grelhou um porquinho na nossa incrível churrasqueira a gás. Mami se esbaldou! Agora estamos descansado deste segundo dia de Talita na América. Amanhã o dia será de Maria, vamos lavar as janelas e começar a horta e o jardim, que será uma verdadeira reforma, dando à casa novos ares, como se fosse nova!

Hasta la vista, babies do Brasil... saudades imensas!

10 comentários:

Ivo e Fátima disse...

Quem é o primeirão?

É o Sogrão!!!

hahahahaha

Ivo e Fátima disse...

Pandinha linda

Que grande M. Já tinha escrito um comentário sensacional, e por alguma maldade do mundo digital, perdi tudo. Agora não encontrarei mais inspiração para repetir aquilo que minha imensa sensibilidade teria proporcionado aos leitores desse blog maravilhoso. Mas, vamos tentar.

Primeiro: você (aliás isso é um pré julgamento não muito justo, pois não sei de quem foi a culpa do incidente...) está ficando especializada em fechar chaves dentro das coisas. Lembra do Palio aqui no Brasil? Pelo menos o chaveiro aqui foi só R$40,00, e não $150.00. De qualquer maneira, não me ficou 100% claro - você no melhor estilo Mastercard fala em chaveiro 24h $125 e fechadura nova $45. Mesmo com Kung Fu Panda tiveram que chamar o chaveiro? Ou "só" tiveram que comprar uma fechadura nova? E a porta? Não estragou? Esclareça, pleeeeaaassse!

E que tal a Dona Talita, hem? Dando uma de dondoca gastadeira? Quem diria... Novos ares, novas pessoas.

Cada vez que você fala dessa churrasqueira a gás de vocês eu fico com invejinha. Vou procurar uma por aqui para comprar. Será que existe?

Falando em dia de Maria, sabia que a empregada nova que a Fátima arrumou deu pra trás? Não apareceu no dia combinado, e nem deu satisfações. Irresponsável em último grau. Tivemos que "por o rabinho entre as pernas" e chamar a Ivonete de novo.

Beijos a todos, e comportem-se - não queira a Dondaliet sozinha recuperar a economia americana!

Sogrão

P.S.: aviso aos navegantes: amanhã eu e Fátima iremos para uma pousada no sopé do Canion Malacara (Parque Nacional dos Aparados da Serra). Provavelmente acesso difícil ou até impossível à Internet - aproveitem para ganahr algumas poles (hehe).

Alessandra Pilar disse...

Eita que pra competir com Sogrão tem que entrar na madruga hein? Agora com ele viajando quem sabe eu não consiga, né?

Panda, que delícia de passeios hein? Fiquei com a mesma dúvida do Sogrão, afinal vcs tiveram que chamar o chaveiro?
E Dna. Talita hein? Só no consumismo!!! hahaha. Que delícia!
Adorei o post. bjinhos

Alessandra Pilar disse...

PS pro Sogrão:
Queremos novidades de Aparados da Serra hein?
hehehe

Panda disse...

Quem é o Sogrão? É o primeirão!

Então! Primeiro não tava sabendo de empregada nova ainda!

Segundo o lance do chaveiro: ligamos para 3 diferentes e era um mais caro que o outro, daí o Bruno resolveu optar pelo arrombamento e precisamos instalar uma fechadura nova. A porta está inteira, somente com uns machucadinhos no canto da madeira provocados pela sessão McGyver e um rachadinho no miolo, que uma massa e uma camada de tinta irão resolver sem levantar nenhuma suspeita da imobiliária.

Não se iluda que a churrasqueira de vcs é muito maix maneira (sotaque de carioca) e eu só falo tão bem da nossa porque é a única que a gente tem (e pra convencer o Bruno de que a gente não precisa de uma churrasqueira nova, porque ele tá querendo montar uma a carvão!!!)

Bão, boa viagem proceis, divirtam-se e se cuidem. E atualizem o blog!

Pilar, boa sorte pra ti no seu projeto, tenho certeza de que vc irá finalizá-lo com maestria em tempo hábil. Vc é como eu, funciona melhor sob pressão? Se sim, então posso garantir o sucesso de sua empreitada! Bjos

Panda disse...

Ah, e frizando, não precisamos de chaveiro, minha gente. Citando myself, "em tempos de crise e instabilidade financeira, a possibilidade de um serviço de chaveiro às onze horas da noite a cento e cinquenta dólares foi por nós logo descartada", heheheh....

Tati disse...

Momy please don't forghet to bring me anything from America... do not spend all of your money on Xanda's "little" sweet home!!!
I'm a little bit gellous!

Panda disse...

A mami disse: pidoncha!!! Tati, do not be jelous, mom is going to buy something very special for you.

Tati disse...

OK... very special... could It be a brand new american levi's jeans? Unwashed please... that one very dark blue. It's SO cheap over there!!!
My size for levi's jeans is 24 30.
Thank you SO MUCH!!!!

Tati disse...

Sorry about my poor english!