domingo, 19 de abril de 2009

Filhos da Terra

Uma das frases mais famosas de L. Tolstoy diz: "Se queres ser universal, começa por pintar tua aldeia". Neste sentido, Lydio Roberto - meu cunhadão, professor, musicoterapeuta, escritor, compositor, músico e cantor - é universalíssimo. Pintando o Paraná com tonalidades que ultrapassam o regional, ele canta a sua terra mesclando estéticas sonoras da música de raíz com a sofisticação de harmonias encontradas nos arranjos da bossa nova e do jazz moderno. O resultado disso tudo é uma forte identidade sonora que pode ser observada em todos os trabalhos deste que é um dos artistas mais devotos de nosso estado.

Mas não foi com Tolstoy que Lydio aprendeu a ser universal. Cultivar na arte as coisas da terra foi uma lição que Lydio aprendeu "em casa". E se santo de casa não faz milagre, felizmente há excessões: foi Inami Custódio Pinto - curitibano, compositor, escritor e pesquisador da cultura popular paranaense e do folclore brasileiro em geral - que ensinou Lydio a cantar a sua aldeia. Esta admiração do então aluno Lydio por seu professor Inami eu facilmente relaciono com a admiração da aluna de então 7 anos Xanda, pelo meu professor de música Lydio Roberto, de quem eu já era fã muito antes de ele ser meu cunhado... hehehe... mas voltando ao assunto. Esta admiração que Lydio traz por Inami culminou numa homenagem mais do que merecida ao professor que dedicou aproximadamente 60 anos de sua vida ao resgate e à valorização da cultura popular do Paraná: o show Nhengarí Inami: A Arte do Poeta Popular.



Eu sinto muito por não ter feito uma divulgação em tempo deste espetáculo, que foi realizado neste fim de semana no Teatro Paiol. Mas pelo sucesso de público, aposto que em breve ele será reprisado em Curitiba e também em outras cidades do país. E se você também pensa que santo de casa não faz milagre, experimente o sabor de uma excessão. Não perca as próximas oportunidades de se emocionar com um show cuidadosamente preparado para remexer lá no fundo da alma e, já vou avisando, pra perturbar um pouquinho sua consciência. Porque certamente, quando você percebe tamanha beleza musical presente aí mesmo, na sua cidade, você até se sente culpado por não tê-la conhecido antes, ou pior, por nunca tê-la valorizado. Mas ainda há tempo! Nunca é tarde para um milagre.

9 comentários:

Ivo e Fátima disse...

PRIMEIRÃO!!!

E no domingo!

Sogrão, saindo para almoçar em Antonina

Panda disse...

Barreado de Paranaguá!

Ivo e Fátima disse...

Pandinha linda

Veja só que coincidência - bem no dia que você coloca um post com um show do Lídio e da Cris (pena que ela não deu entrevista também), no qual se exaltam as tradições do nosso (teu por adoção...) Paraná, descemos nós ao litoral para saborearmos as delícias de nossa culinária.

Fomos pela Graciosa, parando em vários dos locais de pic-nic. Nunca imaginei que a estrada estaria tão cheia de gente. Fomos almoçar em Antonina (Pedro e Caetano [Eliza trabalhando naqueles horários malucos dela] comeram barreado - eu, Fátima e Lotha ficamos "só" no peixinho e camarãozinho - de minha parte, barreado é o da Raquel e ponto final).

Você precisa ver como Antonina está caprichada - as casas pintadas, tudo bem conservado, Demos também uma passeadinha em Morretes, e chegamos em casa aí pelas seis e meia. Programão. Uma lástima que vocês não estavam aqui para irem juntos.

Beijos do Sogrão

Panda disse...

Que delícia sogrão! Sabe que a primeira música que eu fiz, justamente em parceria com o Lydio (eu devia ter uns 12 anos) fala sobre esse passeio, mas de trem?

A música é assim:

Eu quero ver o trem correr
Eu quero ver o trem andar
Eu quero ver o tem partir
Descendo pra serra do mar

Quero sentir o sol nascer
Por entre as matas se espalhar
Iluminando o Véu da Noiva
Cheia de beijos a cantar
As coisas lindas que eu vejo no meu Paraná!

Nossa, essa música é linda!!! Tinha me esquecido dela...
Olha eu aí, aprendi bem cedinho a cantar a minha aldeia... aprendi com o Lydio, que aprendeu com o Inami, que aprendeu com... Tolstoy?
Vai sabê, sabê.

E o Paraná é muito meu sim, desde que eu me conheço por gente morei aí... hehehe

Bjos

Anônimo disse...

Panditi, que bom que vou vê-la em breve! Quando é esse breve?
Pelo visto a Cris está na melhor forma novamente, que bom que está recuperada!!! Pena que não fui conferir ao vivo!
Beijocas
Evi

Panda disse...

Nossa, foi mesmo um milagre! em menos de 2 meses de sirurgia ela já está cantando feito um sabiá!
Pena mesmo, mas em maio, quem sabe eles não têm novas datas??? aí vamos juntas. Chego dia 5! E dia 6 é minha formatura. Bjos

Anônimo disse...

Legal, falta pouquinho para vc chegar... Nossa, seria ótimo ir ao show com vc, matar a saudade.
Eu tb estou pensando em ir no dia 29. Por qual empresa vc vai? E tu madre desenrolou o visto?
Beijocas
Evi

Panda disse...

Evinha! Vou pela United. Te passo depois por email os números de vôo.
Minha mãe vai tirar o visto na semana que vem, se tudo der certo.
Bjos!

Anônimo disse...

Tia sou eu a luiza sua sobrinha achei muito massa você andando de snowboarding,e vi o vídeo foi muito engraçado,mais aposto que sou melhor que você nisso,msa de uma coisa eu sei você é bem melhor que minha mana,meu mano e minha mae tu ta no mesmo nível!!!HEHEHE...Quando eu for aí nas férias vamu anda daí tu posta aqui no seu site!!!...Mais nós não podemos esquecer né!!!!!!HAUSHAUSHAUS...