quinta-feira, 17 de junho de 2010

Operação Brasil 2010

Dentre todas as missões planejadas, uma das principais era o primeiro show dos Criaturas em sua formação completa depois da gravação do Sexto Dedo. Mais de um ano passara desde o lançamento do disco, em Maio de 2009 na Fnac, que se deu sem a presença fundamental do meu amor e baterista Bruno. Por tudo isso, este show seria daqueles pra ficar pra posteridade!

Contudo, apenas dois dias de ensaio não seriam suficientes pra fazer um show impecável, sem nenhum erro, sem nenhum improviso, certo? Mais ou menos. Não poderia ter sido melhor. Teve gente que achou que a gente tocou com "sampler", ou seja, em cima de arranjos já prontos. Balela. Quem sabe faz ao vivo. Sem samplerzinho, sem bit na orelha, só mesmo com a energia boa da galera que lotou o James na quinta.

Mas ora vejam, já estou na quinta, e pela ordem das postagens, estamos relatando a terça-feira. A Teté já cantou a bola... na terça continuamos nossa maratona gastronômica, desta vez na casa da vó Diva. Almoço preparado pela Darcina, especialmente para nós: polenta com galinha! Nham nham nham... delícia!

Darcina ao fundo, Bruno e Vó Diva

Depois da pança cheia, fomos na GGG (Grande Garagem que Grava) para rever os amigos Rodrigão, Ferreira e Magoo! Lá nos atualizamos dos novos sons curitibanos e vimos de primeira mão uma porrada de clipes que estão pra ser lançados pela produtora dos caras!


Magoo, Bruno, eu, Rodrigão, Ferreira e sua gata.

Do Rebouças direto pro Novo Mundo pra pegar o P.A. (P.S.: P.A. é equipamento de voz; caixa, microfone, pedestal, etc.) na casa do Ricardo Cosmonave, e do Novo Mundo pra Barreirinha, cruzamos a cidade de norte a sul, leste a oeste, enfrentando o desagradabilíssimo trânsito de Curitiba. Mas ainda assim, valeu.

Bruno, Fred Teixeira, Caetaninho e Du Gomide

Na Barreirinha (ou seria Abranches?), ensaiamos das 9 à meia noite, mais ou menos, na casa do Du Gomide, nosso querido guitarrista, tocador de sítar, banjo, bandolim... que é vizinho do Fred, nosso produtor e percussionista. Cinco pra meia noite tava todo mundo exausto, o som saindo meia boca e nós com a maior cara de fome... assim sendo, antes de virarmos abóbora, tudo acabou em pizza!

3 comentários:

Ivan disse...

Eu devia ter feito "minha pole" por aqui, já que mais me diz respeito (sendo também amigo irmão camarada do fabuloso pessoal da Grande Garagem que Grava), mas deixo ainda uma dando sopa aí abaixo...

E quem é que veio com essa de base sampleada? Em verdade verdadeira o show mostrou que as Criaturas são uma rara banda: uóótima em estúdio e ainda melhor ao vivo!

Talita disse...

E eu por ser uma avó carinhosa e mãe e sogra compreensível, perdi este showzaço, snifff...

Mas sei que haverá outras performances dessa banda sem concorrentes pra mim... e não é corujice não heim? rsrs

beijos

Ivo e Fátima disse...

Pandinha linda

Sogrão tristão porque também foi burrão preguiçoso e não foi no showzão.

Beijos