quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Fim de Férias em alto estilo!


Para fechar minha fase de mamata com chave de ouro, fomos neste fim de semana para o Smith Mountain Lake, que fica a mais ou menos 3 horas daqui, no estado vizinho da Virgínia. Nossos amigos Matt e Christina vinham há tempos nos fazendo propaganda de como o lugar era lindo e de como seia legal se a gente fosse. Não resistimos, e há duas semanas atrás aceitamos o convite e esperamos ansiosamente pela última sexta-feira!

O que eu disse pra vocês anterioirmente ser uma cabana, era uma casa mesmo, toda equipada. A propriedade pertence ao cunhado da Christina, marido da irmã gêmea dela, Melissa, casal que nos recebeu mui graciosamente, nos oferecendo a melhor suíte da casa. Eles têm duas filhas e estão com um gurizinho na barriga, quase pronto pra rebentar em outubro. Muito simpático o casal!



O lugar em si realmente, era de tirar o fôlego... um lago no meio das montanhas, cercado de casas fenomenais e iluminado de um sol já não mais tão quente, realmente, não deixa nada a desejar e corresponde a todas as expectativas, por maiores que sejam! Nadei, nadei, nadei muito! Tomamos muitas cervejas, comemos picanha que o Bruno e o Matt prepararam, andamos de barco, de jet ski, o Bruno até pilotou! Eu só fui na garupa da Donna, a madrasta da Christina e da Melissa, que mora ali naquele paraíso junto com o pai delas, um coroa bonachão que, beirando seus 60 anos, não abre mão da vida de bon vivant: tem um carrão conversível, o jet ski mais potente e um barcão super chique! Todos pilotados pela Donna, já que o véio não nega fogo e bebe bem!


Sábado a noite só que me deixou jururu. Estávamos no pier, pescando, tomando cerveja e conversando, a noite estava meio quente, abafada... eu me abanando com meu leque super chique que a Vó Vivinha me deu há alguns anos... a Melissa chegou com os apetrechos de fazer as unhas e perguntou se eu não queria fazer o pé, e eu disse, por que não? Assim, posicionei minha cadeira de maneira que a luz do pier iluminasse o meu pezinho e ela pudesse pintar as minhas unhas. 

Mas ao arrumar a cadeira mais pra perto da beirinha, meu leque escorregou do meu colo e caiu no lago. Na manhã seguinte a primeira coisa que fiz foi mergulhar pra tentar resgatar o tesouro. Mas não encontrei... dei de cara com um peixe, mas o leque que é bom... nada. A profundidade ali devia ser de 3 a 4 metros e quando eu chegava lá no fundo meu ouvido parecia que ia explodir. Mas fora isso e o fato de eu ter deixado nossa máquina em casa, o resto tudo foi perfeito!

As fotos acima são da máquina do David e da Melissa. Assim que recebermos as fotos da máquinha do Matt e da Christina, coloco elas aqui.


14 comentários:

Ivo e Fátima disse...

PRIMEIRÃO

Ivo e Fátima disse...

Pandinha linda

Não aparece foto nenhuma... O resto do relatório a gente sá sabia.

Veja aí o que foi que aconteceu - ou talvez o problema seja no meu computador - sei lá, vamos ver.

Ah - gostei da observação sobre o pai das moças - um coroa bonachão beirando os 60. Eu com os meus 56 sou o que? Um coroa (?!!?!??)........... (a ser preenchido pela autora)

Beijso do Sogrão

Panda disse...

Sogrão, arrumei as fotos. Agora acho que elas aparecem de fato.

Quanto à observação sobre o pai das moças... não vou mudar pois não estou disposta a correr o risco de a emenda ficar pior que o soneto!

Mas, no seu caso eu diria que és um coroa bonachão que, beirando os 60, dá um banho de jovialidade em muita gente nova por aí.

E aí, me saí bem dessa? Ainda sou a nora predileta? Hehehe...

Ivo e Fátima disse...

Pandinha linda

Funcionaram as fotos. Ficaram tão bonitos os dois!!! Muito mais bonito do que o lago e jet-ski e casa e pier e qualquer outra coisa.

Beijos

Sogrão, o coroa bonachão mas jovial!

Tete e Carlos disse...

Pelo jeito o lugar é muito gostoso e bonito mesmo.
A foto do casal ficou muito boa, e parece que ambos estão em forma! Parabéns!!!!

Panda disse...

Sogrão, o coroa bonachão, jovial e coruja!

Teté, lembra do denorex? Parece mas não é? Então, parece que estamos em forma, mas não estamos não. Mas continuamos lindos! E humildes, claro. Sempre!

Beijos

Talita disse...

RSRS...Não adianta chiar não Ivo, gente beirando os sessenta é coroa e passados dos sessenta como eu, fico reduzida a que???Uma anciã, gagá, matuzalém,idosa, sei lá mais o quê,rsrs

Mas vamos ao que interessa!O casal apesar de little not in shape, continua lindo mesmo!

O lugar também é bonito, qualquer lugar à beira de um lago ou represa, com uma bela casa um barco, um jetski é lindo seja onde for, né mess gente?!Mas se for em Ponderosa, terras dos Cartrigts, ai o charme dobra!

Esperando mais fotos...

bjs

Fatima disse...

Vou chover no molhado...Vocês estão lindos!!!! Nem reparei no lugarzinho.
E para completar: Salve o dia 26 de agosto, dia do Bruno!
Um beijo e um queijo da Coroa beirando os 60 mas ainda meio em forma e meio jovial dependendo do dia.
Talita beirando os 60 é coroa, depois ds 60 é idoso mesmo hehe
E a Vó com mais de 94 é o que? Matusalênica?
Bjs

Talita disse...

Sim,Bruno salve salve!!!Vai ter festa no solar dos Zagonel hoje?
Estarei com vcs em pensamento e pedindo as mais ricas bençãos sobre nosso Bruno!

Talita disse...

Sim,Bruno salve salve!!!Vai ter festa no solar dos Zagonel hoje?
Estarei com vcs em pensamento e pedindo as mais ricas bençãos sobre nosso Bruno!

Ana Balbinot disse...

Que invejaaaaaa!
Beijos e Parabéns pro Bruno!

Panda disse...

Mamis, querida mamis!!! Saiba que vc é a anciã mais linda e amável do universo!!! Longe de ser gagá e ainda não uma matusalém, sua cutis maravilhosa esconde as marcas da maioridade.

Sempre achei essa história de melhor idade uma mentira deslavada. Na melhor idade estamos eu e Bruno, que nos 30, ainda carregamos a agilidade e a beleza dos 20, com uns quilos a mais mas tudo bem, e com mais cabeça e maturidade!!!

Fatiminha!!! Bruno aniversariou e a festa foi muito boa... em breve coloco fotos!

Obrigada mamis, Bruno ficou muito feliz que vc deixou recadinho!

Ana! Eu também já estou com inveja de mim mesma só por saber que daqui até dezembro não terei mais fins de semana como esse, pois voltei à minha escravidão universitária! Desta vez com o dobro de carga de leitura... e 62 alunos pra dar aula, corrigir prova, fazer e corrigir trabalhos... bye bye mamata.

Bjos!

Ivan Santos disse...

depois falam que no Brasil é que não se trabalha. esse povo aí nos EUA só vive flanando! rs

abs

Panda disse...

Ora, ora! Bons tempos foram esses de flanagem, agora é hora de mergulhar em leituras infindáveis sobre a história do Brasil e da América Latina! Semestre que passou achei que era punk e reclamei. Ra! Eu era feliz e não sabia!

Ivan, me Dylan sua versão de blowin' in the wind?