quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Up in the mountains!


Malas prontas, pegamos a interstate 77 sentido norte rumo às montanhas da Carolina do Norte. Duas horas de viagem para chegarmos até Boone, o coração do que eles chamam High Country. Tudo ia bem, Bruno guiando nessas estradas maravilhosas, verdadeiros tapetes norte-americanos, até que ele falou: xiiii, acho que vou levar uma multa. Radar? Nããão. Aqueles guardinhas de beira de estrada, que saem do nada, bem quando você ultrapassa o limite de velocidade. Paramos o carro e, seguindo o protocolo, Bruno esperou o "officer" nos abordar com as duas mãos no volante.

Ele mui educadamente nos cumprimentou e disse o motivo da abordagem, pediu os documentos do Bruno e do carro, conferiu no seu computador de bordo se éramos ou não criminosos, e voltou com um papelzinho. Multa? Nããão, apenas uma notificação, uma advertência! Em meio a tudo o guardinha foi muito amável, perguntou se íamos esquiar, e nos desejou uma boa viagem: drive safe! Polícia de primeiro mundo. Very polite e muito ética.



Após a primeira emoção da viagem, paramos num desses "rest area" para um cigarro (eu e Bruno), um xixi (vó e Marina), e de quebra achamos este boneco de neve desmantelado! Quase boneco de gelo, é bem verdade. Que a neve depois que cai vai empredando, adquirindo uma consistência assim estranha, nem neve nem gelo...




Chegando em Boone, uma cidadezinha no meio do nada, lotada de carros e de gente - porque no inverno é que isso aqui bomba - fomos procurar nosso hotel, onde havíamos reservado uma suíte double standard para toda a semana.

A cidade em si é feia, está tudo em construção, "revitalização" do centro turístico-montanhístico, então além do estado caótico daquela neve meio marrom degelando na beira da estrada, tem o caos dos cones, das máquinas, das manilhas, guias e guindastes. Assim, nenhum glamour como imaginamos. Mas isso não foi nada.

Ao chegarmos no nosso hotel - o High Country Inn - ficamos um pouco desapontados. A recepção escura, feia, velha, caindo aos pedaços, e tudo com uma decoração de gosto duvidoso. Mas enfim. Já que estamos aqui né, vamos ver o que dá. Pegamos a chave do quarto e fomos conferir. O Bruno nem deixou a vó sair do carro. Entramos eu, ele e Marina, no chiqueirinho. Nem arrumado o quarto estava! Ah, não, aqui não dá pra ficar, disse o Bruno indignado. Ele então pegou a lista telefônica no próprio quarto, ligou para outro hotel e conseguiu fazer uma reserva no Comfort In, muito mais chique, com lareira na recepção, piscina aquecida, café da manhã...


Chegamos no nosso quarto, colocamos nossas roupas de banho e fomos tomar um banho de piscina! Como a vó e a Marina não trouxeram maiôs, eu emprestei um biquininho meu - que ganhei da Fátima logo que comecei a namorar o Bruno e que portanto não cabe mais no meu bundão há alguns anos - e a vó teve que comprar um maiô pra ela. Que modelito! O maiô vem com um saiotinho muito charmoso, a vó ficou parecendo uma coelhinha da play-boy, ou uma das garotas do calendário.



Subimos, tomamos banho e saímos jantar num lugar bem bacaninha, buffet de saladas, sopas, pizzas e sobremesa... enchemos a pança e agora estamos no quarto prontos pra dormir e descansar, pois amanhã, quem sabe quais aventuras nos esperam?

11 comentários:

Ivo e Fátima disse...

Pole recuperada!

Sogrão

Ivo e Fátima disse...

Pandinha linda

Primeira advertência do Bruno na América? Parabéns para ele.

Que coisa esse primeiro hotel, hem? É duro você reservar pela Internet - tudo sempre parece lindo. Em compensação o Confort Suites que vocês agoram pegaram é ranqueado como o terceiro melhor hotel em Boone, e o de melhor custo benifício.

E cadê a neve? Vi na previsão do tempo que amanhã deve nevar por aí - esperemos que sim.

Bom ano novo para todos vocês por aí - divirtam-se.

Beijos do Sogrão

Tete e Carlos disse...

Ainda bem que a vó não foi ver o quarto do primeiro hotel...sem as camas arrumadas eu nunca tinha visto.
Pelo jeito o atual é bem bacana, tem vista para a mata. Tomara que caia bastante neve pra vcs aproveitarem.
Onde está a foto da vó de maio?
Beijos

Tete e Carlos disse...

Fui olhar na Internet o novo hotel...a foto da Marina no quarto é igual a que está na propaganda.
Marina, vc viu que ai também tem o Best Western? Igual ao de Foz.

Ivo e Fátima disse...

Pandinha linda

Fui dar uma olhada no High Country Inn - pelo que aparece na internet, qualquer ser vivo reservaria! Coisa impressionante o que uma boa foto faz.

A cidade de Boone tem alguma coisa a ver com o lendário Daniel Boone?

Beijos do sogrão de novo.

Ana Balbinot disse...

Dear Xanda,
Eu, Fluffy e Filósofo desejamos à vocês um maravilhoso 2010! E please, continue nos alegrando com seus textos deliciosos!
Aproveitem bastante esses dias nas montanhas!
Beijos

Gê. disse...

Primeiro, desculpe só estar postando agora, estou em guaratuba e sem internet. Mas adorei ler noticias sobre a viagem e como estão as coisas. Vocês precisam colocar mais fotos, tudo ai deve ser tão bonito. HAHA. Aproveitem bastante, tirem bastante fotos das montanhas e cuidado com os radares de transito. OIJASOIJASOIA. Continuem postando, gostei de ler sobre voces. Sintou saudades da Marina, muito muito. Feliz ano novo para todos, e boas férias.

Gê. disse...

Nossa, que hotel ruinzinho esse primeiro! Ainda bem que vocês acharam um melhor e bem mais chique! hahaha!!! Espero que neve baaastantee pra ficar tudo bem bonito e branquinho. E denovo, postem com mais, hahaha! eu fico aqui, todo dia imaginando o que voces devem estar fazendo e talz, assim, com o blog fica mais facil. Beeijo

Panda disse...

Germano, seja bem vindo ao blog!!! A Marina adorou seus recadinhos. Feliz ano novo e obrigada pelos recadinhos. Volte sempre!

Ana!!! Feliz 2010 pras gatinhas e pro Filósofo!

Teté e Carlos, só se a gente der uma de paparazzi, porque a vó não vai posar nem a pau pras nossas lentes!!! E sem o consentimento da vó não tem foto... né... a flor de maiô!

Ifinha! Não faça pergunta difícil! Quem foi Daniel Boone? Realmente não sei... se tiver tempo, prometo pesquisar e escrever algo a respeito. Parabéns pela pole!

Beijos pra todos!

Talita disse...

Daniel Boone foi um pioneiro desbrador da nova América e segundo Hollywood, amigo dos indios, um herói pacificador.Você é muito nova e o seriado foi sucesso na tv nos anos 60.Seu avô João adorava o Boone, e como não tinha tv na época, vinha todo santo dia em casa só pra assitir o filme.
Um vez o primo Zé domiciano que morava em Detroit, trouxe um boné do Boone, aquele de pele de raposa com um rabinho do bicho caindo atrás,( você deve ter visto muitos lá na cidade do Boone), meu pai ficou encantado com o boné, mas o primo Zé não quis dar nem vender, trouxe mesmo só pra esnobar a gente, rsrs
A trilha sonora do filme Daniel Boone era parecida com todas de filmes de bangue-bangue,rsrs...

Agora um hotel do naipe que voces mostraram, com camas por fazer, é dificil de acreditar que exista aí heim, ponto de interrogação!!!não acho a interrogação neste teclado...

Voces deviam pedir indenização, rsrs

bjs a todos

Flávio Jacobsen disse...

hahaha, essa da abordagem policial é engraçada. Em Londres, eu e o Renato levamos uma "geral" por SUSPEITA DE TERRORISMO. Isso mesmo. O que fizemos? Estávamos fotografando e filmando a Battersea Station (aquela do disco Animals, do Pink Floyd) por um ângulo inusitado, dos fundos, com uns trilhos de trem malucos. Enfim, o guarda (a cara do Lewis Hamilton) foi tão polido com a gente que deu até orgulho de levar uma "geral" daquelas (ele não encostou mão na gente, tava sozinho e apenas pediu pra ver as imagens e nos advertiu que era área de segurança, etc.). Detalhe: ele conhecia Pink Floyd. ;)