terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Ladri di Biciclette

Acabei de assistir a esta belíssima obra do Cinema Italiano e fiquei tão apaixonada que resolvi fazer uma postagem especial sobre o filme. Se você ainda não assistiu, não deixe de ver!

"Ladrões de Bicicleta" foi produzido em 1948 e narra a história de um pai de família que, em meio a uma crise econômica pós-segunda-guerra, finalmente consegue um emprego. No entanto, para realmente ser contratado, Antonio Ricci precisa ter uma bicicleta!

Aflito, uma vez que ele penhorara a magrela já havia algum tempo, ele e a esposa decidem vender as roupas de cama para readquirir a bicicleta. Empregado e com bicicleta, a família agora tem perspectivas de um futuro promissor! Entretanto, logo no primeiro dia de trabalho, enquanto Ricci está trepado na escada colando seus posters nos muros de Roma, um malandro foge com a bicicleta. Pega ladrão! E ninguém se mexe! Ninguém pára o delinquente! Dá uma réiva!


Assim Antonio, com a ajuda de alguns amigos e principalmente de seu filho Bruno - que aliás rouba a cena do filme! - começarão uma busca por toda a cidade, afim de resgatar a bicicleta que, mais que um meio de transporte, é a condição de trabalho, a comida, é a vida desta família.

O plot é mais ou menos este... não conto mais porque senão perde a graça! E não deixem se enganar só porque o filme é antigo e em preto e branco... eu nunca tinha assistido a nenhum filme do Vittorio de Sica, e acabo de descobrir que ele foi um dos precussores do movimento neorrealista do cinema italiano, com mais de 40 filmes produzidos.

Graças às aulas de cinema cubano estou tendo curiosidade de conhecer outros cinemas fora do mainstream de Hollywood! Enfim, para alguém que nunca foi muito fã de cinema como eu, evoluí bastante, vocês não acham?

7 comentários:

Ivo e Fátima disse...

Sogrão primeirão na Panda de alta produtividade.

Ivo e Fátima disse...

Pandinha linda

Já assisti umas duas ou três vezes ao filme. Realmente é muito emocionante, e maravilhosamente bem feito.

Continue garimpando por aí, que você vai chegar à conclusão que na realidade o cinema "mainstream de Hollywood" na realidade é o pior cinema do mundo...

Sogrão

Ivo e Fátima disse...

Pandinha linda

Sugestão para a tua evolução cinemátográfica agora para o Natal: "Parenti serpenti" ed Mário Monicelli.

Pequeno "briefing": Like every year, everyone is going back to the ancestral family's home for the Christmas holidays. But this time, the old folks have a surprise, a good surprise for them. They have decided to go living with one of their children and make him or her inherit the family house.

Beijos do Sogrão

Panda disse...

Pois é sogrão! Alta produtividade! Para provar que se não atualizo o blog é mesmo por falta de tempo. Agora que estou de férias posso me dedicar mais ao Diário.

Realmente, sogrão... não precisa garimpar muito para ver que a indústria cinematográfica hollywoodiana é uma farsa! Como diria Glauber Rocha, é um cinema colonizador e imperialista!

Vou ver o filme que vc indicou... e se puder, procure o "Mi Mejor Enemigo", que é um filme chileno sobre uma "quase guerra" entre Chile e Argentina. Muito bom!

Bjos.

fatimilda disse...

ô minha frô, este filme é mesmo uma perola. O filme que o Ivo indicou é uótimo....vou procurar me lembrar de outros que curti também. Por falar em filme fora do zircuitz, vimos "Coco antes de Channel", não é imperdivel, mas é bom. Adoro filmes ingleses, o humor deles é de matar. Naturalmente você já viu "As garotas do Calendário" se não viu veja!
Beijos pre natalinos

fatimax disse...

Panda, veja tb "A festa de Babete" é Dinamarques e e´uma perola!

Beijocas

BZAGONEL disse...

Thanks, Fatiminha! Vou procurar os filmes!
Bjos da xanda na conta do bruno