quinta-feira, 14 de maio de 2009

Ao Bruno com Saudades: De que vale o céu azul e o sol sempre a brilhar...

...se você não vem e eu estou a lhe esperar... só tenho você no meu pensamento e a sua ausência é todo o meu tormento...



Aãinhãin... Tá bom! Não vou reclamar porque só tenho mesmo é "di agradecê di eu tê um chinelim pa pô", i deu tê um amô pra mó di eu tê saudádi!



RETROSPECTIVA DOS PRIMEIROS 10 DIAS EM CURITIBA


Adivnha se eu não cheguei e já não recebi visitas dos meus sobrinhos-filhos. Claro que fomos direto pro Quartinho Records que, sem os equipamentos sonoros, fica vazio mas ainda melhor para degladiações pebolinísticas. Sogrão e Panda imbatíveis, como sempre.


Dudu, Bozo, Sogrão e eu (Foto do Luli)


Depois comemos pizza e chegaram Caetano e Eliza... fui dormir cansada e feliz da vida pelas visitas!


No dia seguinte foi a formatura. Eu estava tão feliz mas chorei feito uma condenada!


Iara, Cidinha, Cláudia e Pândala


Na quinta acordei meio de ressaca (mais da viagem e da formatura em si do que das cervejas que não foram lá muuuuitas) e fui de ônibus para o centro assinar meu diploma e entregar a beca. Incrível que como até uma viagem de Savóia a gente valoriza quando a realidade é o exílio. Da faculdade tomei o Tarumã e fui almoçar na Cris aquele papá delicioso da Linda. Depois do almoço eu e a Cris fomos visitar a Ari e conhecer sua casa nova.




Depois de conhecermos a casa da Ari fomos dar um oi na Gramofone e lá ficamos até o fim da tarde botando as fofocas em dia. O Alvaro mereceu um abraço especial por causa do disco do Criaturas!



Daí fomos pra casa do Gu e pra variar não tinha ninguém. Ligamos e eles já estavam chegando. Mas a gente tava com vontade de fazer xixi e então fomos no vizinho e aproveitamos para ouvir a Tarantella.



Chegando o povo fomos lá e aquela festa, sobrinhada bonita, crescida e o Gu 6 Kg mais magro e cada dia mais gato e grisalho.



Jantamos panquecas, mas o destaque mesmo foi para a saladinha com aquele molho especial da Dondaliet, que eu sei, Bruno, te dá água na boca, mas em breve teremos o prazer de saboreá-la todos os dias aí em Charlotte pelo menos por 2 meses!

Sexta não tenho fotos. Foi dia de torrar uma grana preta para a feijoada de sábado. Mas festa que é boa não tem preço! E foi uma delícia.



Vini assistindo a Tia Panda tocar, analisando bem e pensando que podia ter ensaiado mais pra ficar mais bonito.



Cicero sendo paparicado pela prima Luiza que está com quase um metro e meio de perna e cada dia mais linda.



E caiu a noite, a bebedeira continuou, a cerveja acabou, compramos mais, todo mundo cantou, tocou, dançou, balançou mas ninguém caiu. Fim de festa fomos pro Porão.



Daí tudo que eu narrar será redudância, amor. Você conhece minhas sapinhas e sabe que com elas a alegria é garantida. E a mesma galera de sempre. Agora até as mesmices curitibanas têm seu charme.






Domingo show do Oasis. Lotamos uma van e fomos eu, Yan, Lule, Eliza, Tanão, Crivano, Lu, Sirizim, Ari, Analibis, Katia, Elôca e amiga.




O show foi um TESÃO. Pirei, fiquei feliz, depois triste, a mesma água - chora de saudades e de felicidade - ô indecisão!


Dormi na Cris e estreiei a nova cozinha que aliás ficou oáááátima. Na segunda almocei lá e fui pegar a mami pra resolver assuntos burocráticos do visto. De tardinha fomos na Evi conhecer a casa nova e dar um cheiro no Vitinho.



Na terça fui eu resolver nossas pendências bancárias e financeiras e mesmo o motivo de sua ligação tendo sido uma bronca eu fiquei feliz de ouvir a sua voz de trovão. Não fiquei brava porque vc sabe que eu não me chateio por qualquer coisinha.


Depois dos pepinos descascados, hora de relaxar e fazer mais visitas: fui conhecer a Pilar e o Chico Terra, que inclusive está concorrendo ao Ídolo do Ano (vide link do lado esquerdo superior da tela e votai). Ele merece muitos votos porque além de lindo, simpático e esperto, ele tem bom gosto para música e gosta de dançar rock´n´roll.



E o meu filho está cada dia mais lindo... sempre me fazendo companhia. Ontem fomos eu ele e a Elaiza comer sushi no Tatibana depois ele foi comigo dar um apoio moral e logístico no retocar da tatuagem.



Doeu mas só um pouquinho. Agora é que incomoda mais, pra dormir. Tomar banho tem que ser quase frio senão queima. Mas a dor maior é de saudade de você... te amo muito. Beijos e até a próxima postagem.

3 comentários:

Ivo e Fátima disse...

PRIMEIRÃO

Sogrão

Ivo e Fátima disse...

Pandinha linda

O que posso comentar? Afinal, fiz parte de tudo isso aí!

Talvez dizer que a reforma da tatuagem ficou sensacional mesmo!

Beijos

Sogrão

Ivo e Fátima disse...

Pilar, cadê você?

Sogrão

P.S.: pelo menos uns 10 dos votos do Chico Terra são meus...