terça-feira, 6 de abril de 2010

Páscoa de 1984



Vejam só como o tempo passa rápido... há alguns anos atrás, Bruno e Caetano caçavam ovos de Páscoa pela primeira vez no quintal de sua nova casa, no bairro calmo e quase despopulado do Barigüi, também conhecido como Santo Inácio.

Coelhinha Fátima e coelhinho Ivo deixaram um rastro de moedinhas de chocolate para indicar o caminho...

Coelhinho bonzinho esse hein... lá em casa não tinha pista não, a gente tinha que ir no faro mesmo.

Meu pai e minha mãe só ficavam de olho dizendo se tava frio ou quente.

Como era bom ser criança! E como o tempo passa rápido...

Ai, ai... acordar com uma foto dessas me fez amanhecer nostálgica!

10 comentários:

Fatima disse...

POLEEEEEE!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Há sempre uma primeira vez para tudo na vida.
Nunca pensei que alcançaria este sonho...
Estou realizada.
Xanda minha querida, você não imagina a minha viagem no tempo...com o remorso da Pascoa meio morna que passou, fui a cata de uma foto bem representativa dos meninos em outras Pascoas mais animadas. Achei preciosidades que me encheram o peito de alegrias e os olhos de lágrimas. Meu Deus como eles são lindos, quantos momentos maravilhosos construiram nossa história, como somos felizes em tê-los, quando digo tê-los, incluo você minha flor, que só aumemtou nossa alegria desde o dia que se juntou a nossa família.
Obrigada por tudo, muitas Pascoas ainda virão e muitos ovos ainda vão estar esperando para fazer a delícia nossa e de futuros coelinhos!!
PS.: Em 1984 ainda tinha trilha de moedinhas porque o Caetano ainda era muito pequenininho, mas logo logo a caça aos ovos ficou mais emocionante!
UM beijo e um cafuné

Ivo e Fátima disse...

Pandinha linda

Veja só - Sogronis Pascoales mandou a foto e fez a pole da postagem! Estava escrito. O gozado foi vê-la descer a escada correndo e ir se gabar lá embaixo: "hahahaha - fiz a pole". Merecida.

No mais, faço meus os comentários da Sogronis Pacoales.

Beijos do Sogrão

Panda disse...

Sogrinis Pascoales, parabéns pela pole! Concordo com vc, que lindos mesmo são esses seus filhotes!

O Caetano era polaquinho! Eu também era... e de cabelo cacheado!

Sogrão obrigada pela foto em alta-resolution!!!

Beijos

Ivan disse...

Olhando esses dois pequerruchos da mamãe, quem diria que um dia formariam a cozinha mais demolidora do mod rock curitibano...

Alessandra Pilar disse...

Perdi a pole, mas essa foi mais que merecida pra Fátima!!! Amei a foto, que fofos. E os pijaminhas... aff um charme! hehe

E quando será que vamos ter pegadinhas de panda pros pandinhas procurarem ovinhos? hehehe.
bjos amada!

Juliana Pires disse...

Na infância parece que tudo é mais divertido, mais mágico, mais encantador...principalmente a páscoa!

Beijos

Tete e Carlos disse...

Que foto mais lindinha dos meus sobrinhos!
Quando a Marina e o Daniel procuravam os ovinhos, sempre colocava as pegadas do coelhinho na entrada da casa....faziam o maior sucesso...que saudade!

Ana Balbinot disse...

Adorei rever os "meninos" como os conheci...Um dia peça pra Fátima te contar a estória do dia que eu passei na casa deles e o Tano lá pelas tantas, de robe, desce as escadas e pergunta na lata: Essa mulher não vai mais embora?
hahahahaha!
Beijão

Fatimóca disse...

Obrigada a todos que apreciaram meus anjinhos....só para ilustrar: o pijaninha do Caetano era do Ivo, feito pela sua tia Dinacir. Não é lindo isto??????
Agora imaginem o Ivo com aquele pijaminha...nããããooo aí já é demais!
Beijos

Panda disse...

Fatimoca! Que detalhe interessante esse do pijaminha do Caetano!!! Muito charmosinho!!!

Ana, dei muita risada com a história! Bem coisa do Caetano mesmo... até hoje ele é assim e fala as coisas na lata! Um garoto extremamente sincero.

Teté! Pois eu lembro de quando a Marina e o Daniel procuravam ovinhos. Me assusta ver o tamanho deles hoje! Bom... na verdade nada mais me assuta agora, que sou tia avó né... hehehe...

Juliana, obrigada pela visita! Vc é de Santo André? Minha família inteira é daí... só eu nasci em Taubatexas. Bjos

A louco, Ivan! Essa eu vou ter que mostrar pra eles! Vão ficar se achando! Hehehehe...