quinta-feira, 13 de maio de 2010

A cumplicidade dos patos


Hoje amanheceu um dia tão lindo! Sol brilhando, manhã fresquinha, um dia perfeito para uma excessão raríssima: acordar cedo e de bom humor!

Alguns dias pela manhã preciso levar o Bruno no trabalho pra eu poder ficar com o carro. Na maioria das vezes eu acordo, levanto, entro no autmomóvel, dirijo, e volto pra casa muda, como dizia minha sobrinha Luiza, de mau "humouro".

Bruno que me conhece bem, não puxa papo porque sabe que de manhã nem um beijo e um sorriso, acompanhados de um sonoro "bom dia" me animam, muito pelo contrário, podem me irritar e deixar meu mau humouro durar por mais tempo. Definitivamente, não sou uma pessoa matinal.

Mas hoje foi diferente. Como disse, hoje amanheceu um dia perfeito e a primeira coisa que eu fiz foi agradecer aos céus por seu azul tão límpido... depois de levantar eu notei que, fugindo à regra, estava de bom humor! Será que é porque hoje é o meu último dia na universidade? Ou será porque amanhã vamos embarcar para a nossa tão esperada viagem ao Brasil? Ou será ainda porque me lembrei de agradecer e sentimentos de gratidão sempre dão alegria? Provavelmente uma junção de todos esses fatores! Mas enfim!

Hoje acordei feliz! E no caminho para a empresa do Bruno, encontrei uma familia de patos. O pato, a pata e 3 patinhos, na beirinha da highway, ciscando a grama, mas tão perto da estrada que diminuí a velocidade, com medo de um patinho mais bobinho se enfiar embaixo do carro. A mamãe pata, muito esperta, se colocou entre eles e a estrada, abrindo as asas pra proteger as crias e impedir um desastre. O pato pai, meio de longe, mas atento a tudo, parecia estar orgulhoso da família.

É incrível como os papais patos cuidam de seus filhotes, eu pensei! Tem muita gente que não é capaz, como os patos, de cuidar e de zelar por seus filhos... muitos maridos que deixam as esposas cuidarem sozinhas dos babys que eles fizeram juntos... xiii, isso é o que mais tem na raça humana! Infelizmente... pois bem, continuemos!

Na volta, depois de deixar o Bruno no trabalho, na mesma altura da estradinha, mas do outro lado da rua, me deparei com dois patinhos enamorados. Eles pareciam mesmo estar apaixonados, esfregando os pescocinhos fazendo um movimento estranho com a cabeça, uma dança do acasalamento, talvez?

Não sei. Aqui em Charlotte o que mais tem é pato! Não quero que soe pejorativo, sei que é inevitável, mas pense no patinho, o bicho. Uma cidade repleta de lagos -- vivemos no Davis Lake, uma avenida aqui perto se chama Lakeview, o maior lago artificial do mundo fica em Charlotte -- só podia dar nisso, uma cidade onde vivem muitos patos!

Desde que aqui chegamos, tenho notado os movimentos migratórios dos patos. Em bandos, voando em V, grasnam, grasnam, grasnam sem parar. É fascinante de ver. Curiosa por saber mais sobre esses bichos que o senso comum considera como sendo tão desengonçados e até estúpidos -- descobri que os patos são aves inteligentíssimas, e mais ainda, são verdadeiras lições de vida. Vejam o que encontrei no blog da Secretaria de Recursos Humanos do Senado Federal:

"Você já parou para pensar o que pode aprender com os gansos? Se você acha que aqueles “montes de penas” não podem lhe ensinar nada então leia o texto abaixo.




1- Quando um ganso bate asas cria um "vácuo" para o pássaro seguinte. Voando em uma formação em V, o bando inteiro tem o seu desempenho 71% melhor do que se a ave voasse sozinha.

Moral da História: Pessoas que compartilham direção comum e senso de comunidade atingem seus objetivos mais rápido

2- Sempre que um ganso sai da formação, sente a resistência por tentar voar sozinho e rapidamente volta à formação aproveitando a aspiração da ave à sua frente.

Moral da História: Se tivermos sensibilidade estaremos juntos com aqueles que se
dirigem aonde queremos ir, nos dispondo a dar e aceitar ajuda dos outros.

3- Quando o ganso líder se cansa, muda para trás na formação e imediatamente outro assume seu lugar voando na ponta.

Moral da História: É preciso acontecer um revezamento das tarefas pesadas e dividir a liderança. As pessoas, assim como os gansos são dependentes umas das outras.

4- Os gansos de trás na formação, grasnam para incentivar e encorajar os da frente a aumentar a velocidade.

Moral da História: Precisamos nos assegurar que o nosso “grasno” seja encorajador para que a equipe aumente seu desempenho.

5- Quando um ganso fica doente, ferido ou é abatido, dois gansos saem da formação e seguem-no para ajudá-lo e protege-lo. Ficam com ele até que esteja pronto para voar ou morra. Só assim eles voltam ao procedimento normal, com outra formação ou vão atrás de outro bando.

Moral da História: Se nós tivermos bom senso assim como os gansos, estaremos lado a lado nos momentos difíceis."





Tudo bem que aqui eles falam de ganso e não de patos, e que o blog é do Senado Federal, e que a historinha é um blá bá blá pra aumentar a produtividade do mundo corporativo, e que a moral da história do item 5, na perspectiva de um caçador, seria completamente outra... mas pense. Se não fosse tão genial, por que as esquadras da força aérea voariam em V? Pra economizar combustível, pra todos poderem ter uma melhor visão de vôo, e assim poderem melhor desempenhar suas missões aéreas!

Sim, temos muito o que aprender com os patos, gansos, cisnes ou marrecos... (se você quiser saber a diferença entre pato, ganso, cisne e marreco, clique aqui). Mas acho que todas essas lições podem se resumir numa só palavra: cumplicidade! Acredito que o mundo seria muito melhor se todos -- ou ao menos boa parte das pessoas -- tivessem a cumplicidade dos patos!

4 comentários:

Ivan disse...

Esse negócio de corrida pela pole position impede que a gente leia a postagem antes de comentar: essa é minha última tentativa, e registro um portesto simbólico.

Ivan disse...

*protesto* (eta que até curou meu mau humor a mancada...)
agora vamos ler a postagem...

Ivan disse...

Comentários inevitáveis pós-leitura:

- tomara que sem o Pato nem Ganso a seleção de Dunga não execute o canto do Cisne...

- feliz fim de semestre, Alexandra, e boa viagem ao casal! Quinta-feira no James será mais uma data histórica no rock curitibano!

Ivo e Fátima disse...

Pandinha Linda

Que maraviha você levantar de bom humouro!!! Viva o céu azul!!! Viva a viagem para o Brasil!!!

Melhor comentário sobre patos, gansos e cisnes que esse do Ivan, impossível - parabéns ao pole.

Até sábado, 10 da manhã.

Beijos

Sogrão devagarzão