sexta-feira, 18 de maio de 2012

Programação para Terça em L. A.

MANHÃ:

Acordar a tempo de pegar o café da manhã do hotel.Arrumar-se pra ir passear na praia em Santa Mônica.



Caminhar na praia que nunca acaba até chegar no mar.
Pacificar os pés na água.
Lembrar sem querer daquela música piegas: O seu nome eu escrevi na areia...
Desistir de escrever seu nome na areia porque enfim, que coisa mais brega!
Passar debaixo do píer e tirar a música brega da cabeça com outra menos brega.
Cantarolar com voz caricata o refrão mais surf do planeta: Under the board walk, board walk!


Subir no píer com a pata pedindo água.
Caminhar no píer.
Ver um parque de diversões falido.
Simpatizar com alguns artistas decadentes, psychic readers, com um mundo artístico de fracassos, que vive no píer trocando arte por alguns tostões e muito desprezo por parte da maioria dos transeúntes.
Lembrar da bossa triste: tristeza não tem fim, felicidade sim...
Contrastar o fracasso do píer de Santa Mônica com o sucesso das praias privadas de Malibu.
Percorrer 27 milhas de paisagem cenográfica natural.


Descobrir uma praia particular por acaso.
Almoçar com possíveis drug lords e outros magnatas no Paradise Cove.



TARDE:

Lembrar que esqueceu o protetor e ir direto pra farmácia.
Chegando na farmácia, comprar:

  • 1 protetor solar
  • 1 piranha de cabelo
  • 1 chapéu

Recusar-se a pagar 7 dólares por uma mísera piranha, e 50 dólares por um chapéu meio feio.
Voltar pra casa e:

  • Bruno: dormir para repor as energias.
  • Xanda: botar o pé pra cima; ler, escrever, planejar, estudar, treinar pra conferência. Acordar Bruno com cafuné.

NOITE:



Desbravar L.A.
Caminhar pela calçada da Fama
Percorrer as famosas Boulevards, Sunset and Hollywood, Rodeo, Vermont Ave, etc.
Entrar numa lojinha chinguilingue pra comprar souvenirs e roubar - sem perceber, sem lembrar - uma pulseirinha linda de strass que custava cincão.

Ir no Fred 62, seguindo recomendações do L.A.xpert - Zé Emílio Rondeau, for a late dinner.




MADRUGADA:
Ter pesadelos com cenas Hollywoodianas.
Mãos ao alto! Isso é um assalto! Me dá essa pulseira, vamos logo! A pulseira!
Tá bom, tá bom, claro, fica calma! Leva a pulseira, toma aqui o relógio, leva o chapéu, esse chapéu vai ficar lindo em você! E a mercedes, toma, leva também a chave da minha mercedes.

Mercedez! Mercedez! Escuto vozes no corredor.
Ai, ai, já é de manhã... e eu ainda preciso atualizar a quarta-feira no blog.


6 comentários:

Ivo disse...

Pandinha linda

Quer dizer que agora tenho uma nora clepto? Que coisa...

Muito engraçada a tua crônica de hoje.

Beijos do Sogrão

Panda Lemon disse...

Receio que sim sogrão. Só me dei conta qdo cheguei no hotel.

Talita disse...

Ótema crônica, aliás não é novidade nenhuma pros leitores da Xanda, que manda sempre bem nas letra.

Eu que estava num jejum de pelo menos 2 anos sem poder comentar, por uma dessas coisas inexplicáveis da net e muito tb da "interfaceentreocpeacadeira" rsrs...

Mas hoje minha neta Luiza deu um jeito no meu indocil laptop, mas nao lhe perguntem como, ela tb nao saberia explicar...rrs

Beijos saudosos pra minha cronista predileta, e cuidado com o incidente da pulseira roubada sem querer...lembra da Mafalda? rsrs ela jura que isso foi coisa de um remoto passado e que está curada!

Talita disse...

Desculpem, rsrs "manda muito bem nas LETRA", é ruim hein, rsrs

"Refuso" aceitar erro tão crasso!!!

Panda Lemon disse...

Isso que ela nem drinkou, hein! Ou será que drinkou?

Hehehe...

Pode deixar mamis, o furto foi fruto do acaso e não irá se repetir. Da próxima vez vou checar o bolso e o pulso antes de sair de qualquer estabelecimento!

Eu usava fazer isso com isqueiros, mas agora já não fumo mais, ou melhor, já não tenho cigarros nem isqueiros.

Anônimo disse...

Putz, estou as voltas com o mesmo erro de novo!Nao consegui postar meu comentario na sua ultima postagem, que coisa!