domingo, 2 de janeiro de 2011

Novas Visitas em Charlotte!

Nós no ano novo aqui em casa!!!

No dia 26 de dezembro bem cedinho chegaram Berna, Gustavo e JP em Charlotte! A viagem foi tranquila, agora com esse vôo Rio-Charlotte que só dura 10 horas facilitou muito a vida de quem vem nos visitar! Mais um motivo para os que ainda não vieram começarem a guardar umas economias para as orgias capitalista dos States, onde se compra um tênis da Nike por 19 doletas e se comprar dois o terceiro é de graça. 

Berna veio com o intuito de renovar o armário e por isso, logo no dia seguinte fomos no Outlet  Mall em Concord, e lá passamos o dia todo em busca de roupichas pra ela, pro maridão e pro filhote... eu não comprei nada, mas em compensação ganhei um casaquinho super descolado! Mas a melhor parte de fazer compras com a Berna é saber que os casacos que serão substituídos poderão ser meus num futuro próximo, hahahahaha!

João e Matt: não falam a língua um do outro, mas se dão bem!

O João descobriu a loja da Lego e ganhou legos de mim e do Bruno, depois do pai dele, depois da mãe... ao contrátrio do Brasil, legos aqui não custam uma fortuna. Quero dizer, se você quiser gastar uma fortuna em legos você pode, mas eles partem de 2 dólares e variam de preço... e assim pela primeira vez eu pude brincar com legos, montamos toda uma cidade aqui, e realmente, é muito divertido!

Depois de um dia inteiro de compras, começou a bater  na Berna aquele mal estar que atinge a todos que para cá vêm: a consciência pesa, uma espécie de arrependimento começa a se esboçar, dá vontade de devolver tudo afinal, é muita coisa, pra que tanta coisa, não precisa de tanta coisa! Aqui a psicóloga Panda entra em ação. Começo explicando que isso é normal, o banzo das compras.é fruto do cansaço e da estafa de um dia inteiro no mall. É tudo tão bom, bonito e barato, que tem que levar! Todas as sacolas, no Brasil sairiam pelo menos o triplo do preço; o que parece uma gastação sem fim é na verdade uma grande economia. E assim as visitas apaziguam suas almas perturbadas pelo fantasma do consumismo capitalista que no Brasil passa a não mais fazer sentido, depois que você a experiencia aqui nos Estados Unidos.


Eu e JP com o boneco de neve em Biltmore, Asheville.

Lá pelas tantas, depois de irmos conferir as luzes do circuito natalino da pista da NASCAR, recebemos uma ligação da companhia aérea dizendo que o vôo deles para New York estava cancelado. Nenhum avião pousava ou decolava de lá por causa da neve, e assim os planos da semana foram esmagados por um impasse meteorológico. Assim, resolvemos ir para as montanhas, passar um dia em Asheville, uma cidadezinha muito charmosa que fica a duas horinhas de Charlotte! Lá fomos visitar (novamente) a maior casa dos Estados Unidos, Biltmore, que no Natal apresenta várias outras atrações como corais, músicos tocando nos cômodos da casa, dançarinos fazendo aquelas dancinhas da época, muito legal! Apesar de já termos ido lá antes com a vó, no inverno a paisagem é completamente diferente. Valeu a pena!

Foto linda tirada pelo Bruno em Biltmore

De noite, famintos (porque o passeio é cansativo, é um tal de sobe e desce escada, não sabíamos onde ir, mas o Gustavão, gaúcho, queria uma carne. Procuramos num sistema de busca do celular do Bruno um restaurante de steaks, e encontramos esse bem cotado, chamado 12-Bones. Colocamos o endereço no GPS e fomos. No caminho, começamos a notar que seguíamos para um lado meio obscuro, fabril, da cidade. Ao chegarmos lá, a surpresa foi grande: um botecão daqueles de beira de estrada mesmo, parecia aqueles restaurantes de cancha de futebol de areia. Uma decepção que só fez dar mais fome. Resolvemos voltar para o centro da cidade e seguir o nosso faro faminto. Acertamos em cheio, fomos nesse Bistrô 1896 e tudo, mas exatamente tudo o que pedimos estava DE-LI-CI-O-SO. O tamanho da fome colaborou no sabor, certamente, mas comemos Tomates Verdes Fritos de entrada e foi fabulosamente impressionante. 

Chegamos no hotel e capotamos cada qual em seu quarto... no outro dia depois do café fomos para a Moonshine Mountain fazer snow tubbing; um ano antes, em outra montanha, fizemos isso com a Marina. Mas dessa vez a montanha era mais radical, e eu tremi na base e não fui. Foram o Bruno, o João Pedro e a Berna. Eu e o Gustavo ficamos em volta da fogueira só admirando a coragem do JP! Pegou sua bóia e foi indo sozinho pro teleférico... lá em cima ficou na boa esperando a mãe e o Bruno chegarem pra descer de trenzinho... muito rápido. Depois de descer junto com o Bruno algumas vezes, ele foi sozinho!!! Uma graça!!!
Muito corajoso!

Berna e Gustavo se aquecendo nesse inverno...

De volta para casa, era hora de fazer os preparativos da nossa festa de ano novo. Convidamos os vizinhos e mais alguns amigos para passar o nosso primeiro 31 de dezembro com casa própria, e achamos por bem que uma festa não faria mal. E que festa! O povo foi chegando, cada um trazendo suas bebidas e um prato para compartilhar, e a gente ofereceu o champagne e a casa... só sucesso! Berna e Gustavo ficaram deslumbrados com a desenvoltura de nossos vizinhos, e principalmente, com o quanto eles são animados! E bebem! Até o Bruno que nunca bebe tomou umas e ficou engraçadão... depois da contagem regressiva e do happy new yeeeeear, todos dançaram ao som de Amy Winehouse e a festa embalou... até às duas da manhã. As vizinhas ajudaram a arrumar a bagunça e antes de irmos pra cama nem parecia que tínhamos tido um festerê... simples assim. Sem pompas, nem cerimônias... uma festa prática, à medida que o povo ia ficando bebum, ia pra casa sem incomodar ninguém! Perfect.

Contagem regressiva e brinde com copos descartáveis: não importa as pompas, e sim a praticidade.

Ontem o dia amanheceu cinza e chuvoso... fomos dar um breve passeio no centro da cidade e almoçamos num lugar que eu ainda não conhecia, uma espécie de cervejaria com restaurante. Também muito bom.  De noite, depois de a Berna arrumar as malas para irem pra Disney, abrimos a melhor garrafa de champagne que reservamos para tomarmos só nós! Assim, começamos o ano de 2011 bem sossegados e com champagne de Champagne mesmo!

Hoje cedinho acordamos e o Bruno foi levá-los no aeroporto... E eu e ele vamos aproveitar nossa semaninha a sós para relaxar. Porque receber visita é muito bom, a gente adora, mas manter o povo entretido e conseguir agradar a todos não é fácil! A gente tenta, na esperança de que a estadia aqui seja a melhor possível! E até agora não tivemos muitas reclamações... hehehe... nossa nova estância está cada vez mais concorrida e os agendamentos já sendo feitos com um ano de antecedência! Aos que ainda não vieram, fica aqui a dica: marquem já sua vinda para 2012, e comecem a economizar para investir em férias inesquecíveis com tratamento VIP e diversão garantida!!!

4 comentários:

Ivo e Fátima disse...

Pandinha linda

Um primeirão meio sem graça aqui, já que a Teté comentou antes no post com o filminho (por falar em filminho, precisa dizer ao Matt que não se chacoalha champagne antes de abri-la...).

Em todo caso, só resolvi comentar aqui também porque agora que notei que o Bruno está usando aquele agasalho sem manga que comprei em Silverstone em 2008. Veja só...

Beijos do Sogrão

Ivo e Fátima disse...

Pandinha linda

Você sabe que eu sou um fuçador, né?

Fui atrás do 12 Bones Smokehouse - ele está ranqueado no Trip Advisor como o oitavo melhor restaurante de Asheville, e os "reviews" são todos extremanente elogiosos (p.ex.: "The ribs are incredible. Moist, meaty, tasty without tasting smothered. Go there for the ribs". Quem tiver interesse, pode ir em http://www.tripadvisor.com/ShowUserReviews-g60742-d1029065-r37284893-12_Bones_Smokehouse-Asheville_North_Carolina.html. As aparências enganam.

Também achei o Bistro 1896. E veja só - na Trip Advisor ele está como o nono melhor restaurante de Asheville - logo atrás do 12 Bones. Deve ter sido mesmo muito bom - o cardápio me deu água na boca...

Beijos do Sogrão

Panda disse...

Querido sogrão fuçador, uma aparência engana muito a gente, mas várias reviews enganam muito mais!

Não ficamos pra comer - também as cadeiras já estavam de perna pro ar indicando que although as luzes estavam acesas, o boteco tava fechando as portas (não tinha portas, era um galpãozão aberto e tava frio pra dedéu.

Conclusão: precisamos escrever uma review pro 1896 porque ficar atrás daquela rebimboca sem parafuseta não faz jus a este bistrozinho tão batuta!!!

Atendimento de primeira, sabores suaves, apresentação e armoa impecáveis, música agradável, banheiros limpinhos, ambiente aquecido e decoração de excelente bom gosto. Chique sem ser caro.

Anônimo disse...

nossa tia q massa q deve ter sido fazer buneco de neve,quando eu estiver nóis nos divertiremos bastante, não vai demorar mto dq mais ou menos um ano vo faze intercambio!estou louca pra vc me ensinar bastante e para rever vcs!! pelo visto vc e o tio se divertiram bastante no ano novo e tenho certeza q a cada ano q passar vcs vão se divertir bem mais!!

bjsssss

by:subrinha luh sdsssssss