quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Morgando e aprendendo

Monumento da rainha Charlotte, no CDIA
(Charlotte David International Airport
)

Mais um dia enfurnada em casa, sem fazer muito além de internetar. Mas aprendi coisas importantes... uma delas, por exemplo, foi que Charlotte não é a capital da Carolina do Norte, e sim Raleigh. Santa ignorância! Então, para compensar a gafe e evitar que eu passe informações equivocadas para frente, fiz um breve estudo sobre a cidade e vou contar pra vocês um pouco do que aprendi.

No que se refere aos dados demográficos, a população de Charlotte não chega nem perto de um milhão de habitantes. Segundo a CCD (Charlotte Chamber Demographics) eram 664.342 habitantes em 2007. Portanto, moramos numa cidade do interior mesmo. Mas Charlotte é uma das três "major towns" do estado, ao lado de Greensboro que fica mais ao norte do estado, e Fayettesville, mais ao leste.

Embora seus dados demográficos sejam despretenciosos, Charlotte é conhecida como The Queen City. Fundada em 1769 em homenagem à rainha Charlotte, esposa do então rei da Inglaterra George III, a cidade contou com imigrantes escoceses e irlandeses, o que talvez explique o sotaque estranho do inglês aqui falado. A descoberta de jazidas de ouro em 1799 e a produção agrícola de algodão e tabaco ajudaram a atrair muitas indústrias para cá, transformando-a no segundo maior centro financeiro dos EUA, atrás apenas de NY.

Então, mas chega de aulas por hoje. Quando cansei de internetar, fui ver TV e o Bruno chegou. Logo depois uma amiga minha do Martinus, a Babi, com quem não falava há mais de quinze anos, me ligou aqui em casa! É que o povo do martinão está, aos poucos, reatando os laços perdidos. Fizemos um grupo de discussão na internet e por lá todo mundo conversa, conta as novidades, troca telefones... Ela está morando em Detroit, Michigan, fazendo residência em dois hospitais. Muito incrível como tanto tempo passa e a gente continua igual, com a mesma voz, o mesmo jeitinho...

De noite fomos num pub pois o Bruno queria jogar sinuca, mas não tinha mesa de sinuca no lugar! Sentamos no balcão e pedi minha previsivel heineken, ele sua previsivel coca, e dividimos um prato mexicano de janta. Depois chegamos em casa e colocamos os Simpsons, deu aquele bode, hmmm, melhor ir pra caminha. E dormimos!

5 comentários:

Ivo e Fátima disse...

Oi Xandinha

Não se preocupe com a tua ignorância - eu também pensava que Charlotte era a Capital.

Legal você falar com antigas amigas de colégio - só para mais uma vez provar, mesmo caindo no chavão, que o mundo é pequeno.

E você? Precisa arrumar alguma coisa para fazer, senão vai começar a se entediar sozinha aí.

Beijos do Sogrão.

Panda disse...

Sim, o Bruno disse a mesma coisa, pensa que eu vou surtar, mas por enquanto to bem susse!!! E sexta a mulher que vai fazer nossa "integracao" vai vir aqui, entao vou comecar a frequentar aquelas aulas de ingles gratuitas e entao terei uma vida mais sociavel... hehehehe

Tete disse...

Que legal encontrar uma amiga tao antiga! Isto vsai ser muito bom pra vc.
Continue contando um pouco da história de Charlotte...informacao nunca é demais!
A mae adorou saber que vc gosta do ap. de Guaratuba :D
Beijinhos....e aproveitem o friozinho!

Ana B. disse...

Não sabia dessa minha famosidade no clã dos Zagonel! Fiquei lisonjeada! Comentei com seu sogrão ontem o quanto vc escreve bem e tem um ótimo senso de humor, ao que ele rapidamente respondeu que se parece com ele! Santa modéstia...Já virei sua fã, Xanda.
Beijos

Panda disse...

Teté, pode deixar que pretendo ainda fazer um dossiê sobre Charlotte neste blog. E avise a vó que eu trouxe sim o casaco de pele, mas ele está vindo de navio e só deve chegar daqui alguns meses!

Ana, obrigada! Que bom que vc está gostando. Realmente eu e meu sogrão compartilhamos muitos dons, e dentre eles uma humildade de dar inveja em qualquer um!!!