segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

06/01/2008 - My first month living in Keystone



Bom, hoje faz um mês que estou aqui. Cheguei exatamente no dia 06 de dezembro do ano passado e acho que já dá pra fazer um balanço de como andam as coisas.


Em primeiro lugar, o meu inglês está um pouco melhor. Na verdade, eu não noto muita diferença, mas meus amigos americanos dizem que eu estou falando bem melhor agora. Talvez por causa do sotaque, porque vocabularmente falando não tenho acrescido muitas palavras ao meu léxico, já que passo a maior parte do tempo hablando español. That sucks! Em compensação, meu vocabulário de espanhol aumenta a cada dia.


Embora tenha amigos brasileiros, peruanos, russos, sulafricanos e mexicanos, meu círculo de amizade gira mesmo em torno dos americanos. É com eles que eu saio, foi com eles que passei Natal e Ano Novo, é deles que eu tenho o telefone… então creio que o fato de eu ser cucaracha aqui não tem afetado nas minhas relações de amizade com os yankees e isso é oátimo.


Por outro lado, não faz nem um mês que estou trabalhando e já estou de saco bem cheio, com vontade de chutar o balde. Enquanto não chuto, vou fazendo corpo mole e já desisti de tentar ser rápida para ganhar mais. O que eu ganho por hora já é o bastante.


Agora fofocas! Peguei o ônibus com o roomate do Dustin e ele me perguntou porque eu não apareci mais, e eu disse que da última vez não tinha sido muito agradável e que eu tava dando um tempo dos guris. Então ele me contou que ficou sabendo do carão, e que o San, aquele russo com quem o Dustin brigou por minha causa, se mudou para Tenderfoot, outro housing, porque não aguentava mais olhar pra cara do Dusting. Se mudou à toa, pois o Dustin foi mandado embora da Vail Resorts e está quebrado agora, vai ter que voltar pra casa mais cedo. É claro que não pulei de alegria quando soube que o Dustin se ferrou, mas achei que bem feito. De qualquer forma, vou dar um pulo lá amanhã pra me despedir dele.


Buenas noches, yo me voy ahora.

Nenhum comentário: